A Casa de Marie-France Cohen !!!


Ao longo de mais de 40 anos, Marie-France Cohen se juntou ao marido, Bernard, em inúmeras aventuras. O casal criativamente fecundo de Paris era perfeitamente compatível, ela era a força estética exuberante e ele a mente calma e calibrada nos negócios.

Juntos, eles fundaram dois negócios, os quais tiveram uma grande influência no design parisiense e nas cenas filantrópicas. Em 1975, eles lançaram a Bonpoint , pioneira na confecção de roupas infantis com um senso de estilo impecavelmente francês. Em 2009, dois anos depois de venderem a empresa, eles abriram a Merci , a loja conceitual Haut-Marais, que doa sua receita às causas das crianças de Madagascar. Desde sua estréia, o empório de três andares tornou-se tão emblemático na cidade quanto a famosa Colette.

O casal comprou duas casas com os lucros da venda da Bonpoint, um hotel construído em torno de um exuberante jardim no sétimo distrito e uma mansão de campo na orla da floresta perto de Fontainebleau. Mas, em vez de transformá-los em lugares formais, os Cohens os tornaram refúgios confortáveis, porém refinados, convidativos e despretensiosos, com espaço para seus filhos e netos.

Quando Bernard morreu em 2010 de câncer no pâncreas, Marie-France ficou arrasada. Ela já havia passado pela perda de sua mãe e quatro de suas irmãs (uma das quais era a lendária perfumista Annick Goutal ) de câncer, mas, em vez de se retirar, continuou administrando a Merci por conta própria, finalmente vendendo-a aos proprietários de Gérard. Darel em 2013.

A casa estava decorada em estilo burguês clássico do sétimo distrito, quando ela e Bernard a compraram. Paredes cobertas de seda, parquet encerado de Versalhes. Agora, a aura é aconchegante, com grandes salas quadradas cheias de suas peças favoritas, como um sofá Howard recheado de penas e um par de colunas esculpidas de um navio do século XVI, encontradas em uma pequena loja de antiguidades perto de sua casa. Um espaço com grande misticismo que combina o charme francês com a aconchegante atmosfera campestre inglesa. Os tapetes foram adquiridos em Marrocos. O jardim do pátio é abundante e indomável, com emaranhados de heras e rosas, dedaleiras e tremoços. “É minha obsessão”, diz Cohen, “minha influência inglesa. Eu tive dois amigos que disseram, “Você não deveria ter plantas subindo em uma fachada em estilo Luís XVI”. Eu respondi “porque não?”

O jardim, e a própria casa, costumam estar cheios de familiares. Cohen tem três filhos, um é um cineasta do Brooklyn, outro fundou a marca de moda infantil Bonton e o terceiro é um restaurador cujo portfólio inclui Grazie , uma pizzaria chique perto de Merci, e sete netos. Sentindo que era indecente ocupar esta casa grande sozinha, ela também acolheu um refugiado afegão que conheceu através de uma agência há dois anos, ele mora em um estúdio no último andar.

Esta casa foi encontrada através de conhecidos e boca a boca. Encontrar uma linda casa com um jardim em Paris, no 7º arrondissement, exige muita pesquisa, decepção e paciência, mas finalmente encontraram a casa dos sonhos há dez anos. “Tanto na minha casa quanto no meu estilo pessoal, mesmo estando cercada pelo mundo da moda, estou mais interessada em estilo, simplicidade, proporções, cores, materiais e conforto. Um sofá de plumas de verdade, um suéter grosso de cachemire bem macio.”

Obcecada por iluminação, a proprietária gosta de luz direta e indireta. “Eu também sou obcecada por aromas. Não posso ter uma casa sem lareira, assentos ultra confortáveis, belos tapetes, muitos livros, pinturas, fotos, piano, objetos que amo e meu cheiro favorito, pão torrado.”

Som de Indila – Love Story

 

Penthouse Histórica Em Paris !!


Para a designer americana Christina Cole, essa cobertura em Paris não era apenas mais um projeto de design. No processo de implementação, ela teve a oportunidade de tocar a história, restaurando um espaço magnífico em um verdadeiro monumento arquitetônico, uma casa do início do século XX, construída pelo famoso arquiteto Charles Adda. Christina restaurou os detalhes históricos únicos, da maneira mais cuidadosa e precisa, como moldagem em estuque, piso em espinha de peixe, lareira de mármore e aberturas em arco. A designer fez o interior contemporâneo, refinado e maximamente adequado para uma vida confortável. Um apartamento majestoso!

Professora de arquitetura e escritora Christina Cole revelou sua renovação de uma cobertura histórica parisiense. Localizado no icônico 17º distrito de Paris, este luxuoso apartamento Haussmann foi construído originalmente na década de 1920, quando luminares como Ernest Hemingway frequentavam os cafés e ruas locais. Este reavivamento audacioso homenageia muitos elementos históricos da casa enquanto a atualiza para residentes com sensibilidades mais modernas.

A restauração complementa as características clássicas da cobertura com pop art e móveis modernos de designers como Pierre Chareau e Pierre Augustin Rose. Vitrais coloridos, espelhos antigos e um lustre de cristal refletem a abundante luz natural por toda a casa.

Para este revival Cole também atualizou os salões de lazer que ficaram famosos na década de 1920, onde detalhes elegantes, incluindo dourados e molduras intrincadas, homenageiam o classicismo francês. No entanto, Cole não se limita a um estilo único, e a casa também apresenta sutis detalhes barrocos mediterrâneos e franceses, que vão desde uma coluna grega no salão cheio de luz às paredes curvas de pedra e balaustradas de metal ornamentadas da grande escadaria.

Uma restauração digna de sua localização cobiçada, Cole trabalhou em estreita colaboração com o artesão Sortir Dumitran para casar o estilo de vida e os gostos dos proprietários da casa com a narrativa histórica profundamente aninhada, de uma elegante cobertura parisiense.

Som de Neil Young – Harvest

Uma Varanda Em Paris !!!


Os interiores desta casa parisiense parecem nos transferir para um universo paralelo, onde objetos antigos coexistem com elementos modernos na decoração. Na casa com jardim e alpendre de vidro, além de decoração vintage, há muito mobiliário envelhecido de diferentes tipos. Por exemplo, a biblioteca e sala de jantar é completamente coberta de prateleiras com livros antigos, e na cozinha há um forno do século passado. O lugar mais fascinante da casa é o alpendre envidraçado, aqui em qualquer tempo você pode trabalhar, relaxar com uma xícara de café ou receber convidados. Uma vista do jardim nos lembrava das ilustrações de “Alice no País das Maravilhas”.  Uma casa única!!!

Som de Craig David -Walking Away

Paris Rive Gauche !!


Existem alguns interiores em que o meu pensamento imediatamente sugere: “Uma pessoa criativa mora aqui”. É a partir dessa premissa  que escolhi o post de hoje, um loft único em três níveis no 13º distrito de Paris, com o seu próprio jardim e um grande estúdio criativo com teto de vidro. O proprietário é um arquiteto, e para ele não é apenas uma casa, mas também um espaço de trabalho inspirador, incomum, charmoso e lindo!!!

Localizada em um bairro em constantes mudanças urbanas, chamado de “Paris rive gauche”, esta casa, totalmente redesenhada por um arquiteto, tem uma área de 245 m2 e um jardim de 97 m2.

A entrada abre para um vasto volume onde as linhas limpas e contemporâneas se encaixam perfeitamente com o antigo. A sala de estar, sala de jantar e cozinha totalmente equipada são um exemplo. As áreas organizadas em torno de um fogão a lenha e com vários acessos, permite a passagem direta ao jardim e sua antiga garagem convertida em oficina.

No primeiro andar, dois quartos espaçosos com armazenamento compartilham um banheiro, há um outro banheiro separado e um vestiário.

No segundo andar está o coração deste loft: um estúdio de artista de verdade e seu telhado de vidro monumental trazendo um brilho e luz natural a qualquer hora do dia, desfrutando de um teto com altura de 5,30 metros e uma varanda com vistas para o jardim.

É por uma escada de metal em espiral que se chega á suite do casal, com vista para todo o espaço social, bem como ao terraço no telhado com área de  21 m2.

Para melhorar esta propriedade, um porão atualmente convertido em lavanderia e grande depósito, oferece um ótimo espaço.

A calma absoluta, a luminosidade, os belos volumes e a renovação contemporânea de sucesso fazem desta propriedade um local de vida raro e excepcional.

Som de John Mayer – Belief

Hotel Caron de Beaumarchais !!!!


Projetado como se fosse uma casa no Marais, o Hotel Paris Marais Caron de Beaumarchais, boutique hotel de charme 3 estrelas, é um lugar único em Paris .
A homenagem a Beaumarchais torna o hotel incomum e singular.
Tudo foi planejado para se viver uma experiência original. A recepção, desaparece e, você é recebido em uma sala de estar mobilada com antiguidades. O tom é de um hotel original de Paris com charme autêntico.

Um hotel “Beaumarchais”, onde tudo é uma desculpa para prestar homenagem ao escritor e a seu tempo:  uma mesa de jogo como se fosse abandonada a meio do caminho por alguns cortesãos, um raro fortepiano de 1792, homenagem a Mozart adaptado à ópera As Bodas de Fígaro, uma harpa Louis XV de Naderman e partitura de Gretry, músico favorito de Marie Antoinette, uma lareira e um grande lustre de cristal. Você está no século XVIII, transportado na época de Beaumarchais na cena do Casamento de Figaro, onde os hóspedes são atores em uma peça improvável.

O Caron Hotel Beaumarchais está perto dos principais museus e atrações de Paris,  como o Museu do Louvre, o Centre Pompidou ocupa uma posição central, no coração histórico de Paris, no bairro de Marais

O Marais, originalmente um antigo pântano, é o distrito escolhido pela nobreza sob o Ancien Régime para torná-lo sua residência. Continua a ser um patrimônio único com a Place des Vosges, a primeira praça real, e inúmeras mansões particulares de aristocratas, hoje transformadas em museus: Hôtel de Rohan Soubise (Arquivo Nacional), o Museu Picasso, Museu Carnavalet, Museu Cognac-Jay, Museu de Arte e História do Judaísmo.

O Marais é uma das áreas mais animadas e cosmopolitas de Paris, com suas lojas, ruas animadas, intensa atividade artística, bares, restaurantes e vida noturna. Coabitam, o antigo bairro judeu da rue des Rosiers, a comunidade gay do bairro de Bretonnerie, o distrito relojoeiro ou a Chinatown de artigos de couro e bijuterias. O Marais tornou-se o bairro de todas as vanguardas e da moda, de todas as lojas de moda, como as mais importantes galerias de arte contemporânea. O Marais é hoje o distrito escolhido para investir nas marcas de luxo e nos grandes costureiros, como Chanel, Karl Lagerfeld, John Galliano.

O décor do hotel foi todo inspirado na principal obra de um dos principais autores franceses: Le Mariage de Figaro, de Beaumarchais. Ao entrar no hotel e nos quartos, temos a sensação de termos entrado em outra dimensão: tudo é delicado, alegre e colorido, com peças de antiguidade, tecidos nas paredes, quadros de época. Cada detalhe foi pensado para nos remeter à atmosfera alegre da peça. São apenas 19 quartos que ocupam os 7 andares deste hotel particulier. Os quartos são pequenos, mas fiéis à proposta do hotel de tornar tudo charmoso. Alguns quartos possuem pequenas varandas com vista para os telhados de Paris.

Som :Lascia ch’io pianga – Rinaldo (1711) de Georg Friedrich Händel. Farinelli.

The Dark Side of Paris !!!!


Estamos acostumados a apartamentos parisienses brilhantes e luminosos, a belas molduras em paredes brancas ou em cores pastéis, a tetos altos que apenas aumentam a luz natural. Mas este apartamento em Paris é bem diferente. Sim, ainda é o mesmo piso de parquêt, o mesmo trabalho maravilhoso nas paredes magníficas, mas a escolha no esquema de cores, de repente caiu em tons escuros. Estes tons profundos tornam esta casa complexa e muito acolhedora!!!!

Som delicioso de Supertramp – School

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Place des Vosges!!!!!!


As flores e as árvores sempre florescem mais cedo em Paris. Meu novo sonho é possuir um apartamento em Paris, onde possa passar alguns meses a cada ano. Visto que esse desejo provavelmente vai demorar um pouco, eu continuarei postando lindas casas de Paris, como este fabuloso apartamento na Place de Vosges. Foi desenhado por Marianne Tiegen para uma família britânica que queria “mobiliário para homenagear a história do edifício com suas janelas altas e tetos altos, mas para ser perfeitamente utilizável para uma família jovem ocupada e moderna”.

O plano não foi alterado, de modo que os pavimentos clássicos originais, lareiras e cozinha foram a base em torno da qual novos elementos integrados foram criados para parecer terem sempre feito parte do apartamento. Os cartazes e as fotografias, em vez das pinturas a óleo emolduradas são o que ajudam a criar a atmosfera jovem e moderna.

Pisos em chevron, tetos trabalhados e grandes janelas. Como não amar? E esta casa na praça mais antiga de Paris tem tudo isso. Como uma das melhores praças, a Place des Vosges está localizada no distrito de Marais, entre o 3º e 4º arrondissements de Paris, e abrigou muitos franceses famosos. O apartamento é muito leve graças às grandes janelas, e os detalhes em rosa claro dão um sentimento feminino, com exceção do espaço cinematográfico industrial cinza, gosto desse contraste. Eu amo, vocês já sabem, uma mistura de mobiliário antigo e novo e este apartamento em Paris encontrou o equilíbrio perfeito. Estou querendo uma viagem a Paris depois de ver esta casa, e vocês??

 

 

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com