Quase Provence, Quase Toscana !!!!


Este tom de verde água das janelas de madeira, e algumas aberturas em forma de arco nos despistam. Estamos na Provence ou na Toscana? Esta casa tem um carácter mediterrânico, um ar de verão,  uma casa aberta para o jardim, com pisos de terracota e uma varanda com vigas onde as refeições acontecem. Mas não estamos nem na França e nem na Itália. Na verdade esta residencia fica na Espanha, mais precisamente em Sotogrande.

Anteriormente esta casa não era assim. “Era uma casa muito escura, com móveis pesados ​​e estilo tradicional da Andaluzia. Os proprietários, uma família inglesa, com quatro filhos, queria uma casa no Mediterrâneo, confortável e fresca. As paredes, o mobiliário, tapeçarias claras e carpintaria em tom de verde água mudou drasticamente a sua aparência “, diz Tom London designer de interiores, e responsável pela transformação.

Camilla, a proprietária, interveio apenas para atualizar e renovar o seu estilo. “A casa tem muitas janelas e eu queria dar-lhes mais caráter, adicionando mais um elemento de decoração”. Olhando para o jardim, ela teve a inspiração através das suas cores. “É muito exuberante com buganvílias, árvores e plantas nativas que vestem a casa e lhe dá privacidade.” Se somarmos detalhes como a lareira clássica, arandelas antigas, móveis em pátina, as tapeçarias de algodão de qualidade, e a banheira antiga, podemos notar um olhar de refinamento afrancesado ou italiano, como eu tanto gosto.

Ao pintar as janelas de verde água, a casa teve uma transformação instantânea. “Este tom se funde com o jardim e dá alegria á decoração em tons básicos”. Então Camilla espalhou por toda a casa itens em tom de morango, desde o lobby de entrada até a sala de estar, com lindas cadeiras de vime com vista para o jardim. O resto foi preenchido com mesas, toalhas e colchas floridas, tudo muito provençal.

Verde e tom de morango, neutralizam o tom torrado dos pisos de terracota e das vigas de madeira, que receberam tratamento para ficarem mais claras. A casa foi construída pelo arquiteto Wilco Meeuwis. Ele distribuiu bem as áreas com materiais de qualidade. O piso da varanda, com lajotas em ziguezague é muito agradável ao olhar. Então eu me concentrei em atualizar o estilo dos proprietários, e torná-lo ainda mais confortável, diz o designer.

Assim, quase todos os quartos têm vista para o exterior. A sala de jantar, sala de estar e até mesmo o banheiro principal, com sua elegante banheira, possuem vista para as buganvílias, palmeiras e oliveiras do jardim.  Camilla deu um ar romântico e sóbrio para os quartos no primeiro andar, com cabeceiras e mesas em pátina branca, espelhos delicados e colchas com estampas florais, que deixam esta casa ainda mais convidativa e charmosa.

 

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Provençal em Minorca


Um local de férias pode ser sólido o bastante para abrigar geração após geração, protegida com suas grossas paredes de pedra. Esta é a história desta casa situada na ilha de Minorca – Espanha.

Quando se tem uma casa à beira-mar, o bacana é passar o dia todo em trajes de banho-diz o dono desta casa. Você faz a vida no mar e volta para casa ao anoitecer. “Faz sentido, especialmente quando os filhos são pequenos, mas depois de 30 anos em férias, preferimos uma casa diferente, que pudéssemos usar todo o ano “, acrescenta. No interior da ilha, a 800 metros da praia e com uma vista soberba (Maiorca pode ser visto no fundo), há 15 anos atrás, foi quando eles encontraram o terreno apropriado para construir uma casa que fosse adequada às suas necessidades. Grande, confortável, prática e bem distribuída para toda a família, foi projetada com dois pisos e um sótão, com dois espaços diferentes para cada um dos filhos do casal e suas famílias, e uma área central servindo como ponto de encontro para todos.

Som de hoje, Hozier – Take Me To Church

2

3

4

5

As paredes grossas com câmara de ar e as várias varandas da fachada, virada para o sul, ocupam mais de 75 m 2 dos 340 m 2  que tem o piso de baixo criado muitos recantos de sol e sombra para refeições ao ar livre ou descansar. “A casa transmite um ar mediterrâneo , ao contrário dos edifícios típicos de Minorca, queríamos uma arquitetura que pudesse perfeitamente ser encontrada na Toscana ou na Provence “, explicam. Demoraram mais de dois anos para  cada detalhe pensado pelo proprietário e pelo arquiteto Josep Juanpere.   “A casa foi elaborada seguindo as curvas da terra “, diz o arquiteto.

6

7

8

9

10

11

Muitos trabalhadores vieram de fora, chegaram especialistas em cerâmica de Bisbal. As portas de ferro foram pintadas em verde Inglês, seguindo a tradição britânica da ilha. ” Além disso, teve o trabalho de paisagismo de Maria Jover , paredes exteriores com escadas de pedra que conectam a casa com as diferentes áreas do jardim e piscina. Mais de 400 árvores vieram de diferentes pontos da península, como o cipreste, que dá a esta casa uma personalidade única. Dentro tetos altos com vigas aparentes , repetem a sequência de arcos das varandas, em uma decoração sóbria e confortável . Todos os quartos têm vista para o jardim, e graças à espessura das paredes, “conseguimos dormir cobertos em Minorca e em pleno verão!”, Sorri o proprietário.

12

13

14

1

Casa Charmosa


relax-en-el-exterior_ampliacionEsta casa em estilo mediterrâneo, respira a bom gosto e um certo e despretensioso charme. O segredo? A sensibilidade de quem consegue unir materiais e mobiliário de forma a que eles convivam bem  e sejam atemporais. Aqui neste terraço, os móveis antigos e franceses foram pintados de turquesa, assim como a cadeira de vime. O contraste desta cor com o chão de lajotas artesanais salta aos nossos olhos. E para acompanhar esta visita, Jack Johnson – Crying Shame –


piezas-europeas-en-la-cocina_ampliacionUma cozinha europeia. A mesa de madeira é belga e as cadeiras italianas, o lustre francês.rustico-elevado-en-el-dormitorio-principal_ampliacionO quarto tem decoração e cores calmas e ao mesmo tempo refinadas. O toque de cor fica por conta do tapete de sisal berinjela e das cortins com motivos no mesmo tom. As mesas laterais são diferentes (não precisam ser iguais, assim como as mesas laterais de sofás)dormitorio-principal_ampliacionA lareira, roupa de cama e cortinas de linho estampado dão o tom romântico a este quarto. Os apliques de estanho são do século XIX e dão destaque ao quadro. A cadeira, design de Tom Arad, http://www.ronarad.co.uk , é o elemento de contraste e modernidade.bano-de-inspiracion-arabe_ampliacionO banheiro tem inspiração árabe, a banheira parece um hamman marroquino ( casa de banhos e massagens ).cemento-pulido-y-encerado-en-el-cuarto-de-bano_ampliacionMais uma vez aparece o cimento queimado nas paredes, no duche o chão é de pedras de praia encaixadas, a mesa de madeira belga serve de apoio a uma antiga janela.doseles-sin-vestir-en-el-dormitorio-de-invitados_ampliacionDuas camas de dossel no quarto de hóspedes, mas sem serem vestidas. O chão é de lajota e foi colocado um tapete de pele para tornar o ambiente menos frio.todo-al-blanco_ampliacionUma única cor neste quarto…….branco em vários tons que esta cor pode apresentar.panoramica-de-la-entrada_ampliacionO saguão de entrada ilumina toda a sala principal. Espalhados pelo chão de lajota, tapetes de várias procedências. Ao fundo, duas cadeiras Luis XV.el-rumor-del-agua_ampliacionMais uma vez a inspiração árabe, chão de seixos de rio e uma fonte, como nos terraços das casas árabes. A porta de entrada foi trazida da França, plantas e árvores frutíferas trazem frescor e sombra para esta entrada principal.zona-de-tertulia_ampliacionAtrás do sofá Luis XV, uma mesa de demolição com pátina branca, a mesa de centro foi comprada em uma antiga feira de antiguidades, e é uma antiga cama hindu. Na lareira um arbusto seco com uma guirlanda de luzes.un-salon-con-buena-distribucion_ampliacionA distribuição dos móveis e os tapetes fazem a divisão dos diferentes ambientes.rincon-en-contraste_ampliacionCores claras e madeira presente nas janelas e pé do abat-jour fazem contraste com o espelho negro do século XIX.hornacinas-gemelas_ampliacionA porta que dá para a cozinha é emoldurada por dois nichos com prateleiras que acolhem diversos tipos de porcelana antiga.el-comedor_ampliacionNa sala de jantar um sofá Luis XV faz as vezes de cadeiras, as outras são todas diferentes entre si, para quem tem espaço é uma ideia de que sempre gostei.azulejos-holandeses-protegen-el-frente-de-coccion_ampliacionEm cima do fogão, uma parede de azulejos belgas, a coifa ficou disfarçada e embutida na chaminé.Todos os armários desta cozinha foram feitos sob encomenda para otimizar os espaços. E assim termino mais esta visita, uma ótima semana para todos.

Casa na Ilha de Maiorca


6aEsta casa em Maiorca ( é a maior ilha do arquipélago das ilhas Baleares, localizado a lesta da Espanha, e sua maior cidade é Palma de Maiorca ), pertence ao arquiteto Amador Calafat-Busquets e é um sonho que se tornou realidade. Amador nasceu na ilha mas apaixonou-se por uma alemã que estava de férias em Maiorca, logo se casaram e resolveram começar a vida em Hamburgo ( Alemanha ). Formou a sua vida profissional e familiar nesta cidade, mas seu coração estava sempre na sua ilha natal. Nos invernos rigorosos de Hamburgo sempre lembrava da sua cidade, sonhando com aquele céu de um azul límpido e do ar mediterrâneo. Foi exatamente numa noite fria que ele teve a ideia de construir uma casa em Maiorca. Pouco a pouco foi idealizando a casa na sua cabeça, e em cinco anos o projeto estava mentalmente desenhado em sua cabeça de arquiteto, era tempo então de torna-la realidade. Em quase todos os verões o casal viajava para a ilha, mas ficavam  em hotéis, ou em casas alugadas, e o sonho era de ter a sua casa própria, criada a seu próprio gosto. Esta casa respeita a tradição da arquitetura Maiorquina, com muita pedra ( lindas por sinal ), telhas de barro e venezianas de madeira. Segundo Amador, é uma das regiões mais belas de Maiorca e vários amigos moram por perto. Nesta ilha tem muita gente de Hamburgo, existe até uma colina chamada de ” Montanha dos Hamburgueses “. O jardim, um verdadeiro sonho, tem uma pérgula repleta de bougainvilles, paixão da família. O projeto real da casa começou com o pátio interno que é o coração da casa já que tudo o mais gira em torno dele. Na sala principal ficam a sala de jantar e a parte de convívio, que se comunicam por  um arco maravilhoso em pedra Maiorquina. Os quartos dos filhos e para eventuais hóspedes fica no andar de cima, cada um com seu próprio banheiro e closet. No quarto principal, armários brancos feitos sob medida e uma decoração simples. As portas e janelas da casa estão sempre abertas para que o ar e a luz possam entrar. Para entrarem no clima desta cidade fiquem com a música do maravilhoso guitarrista Ottmar Liebert, tocando Santa Fé.

21aAs oliveiras demarcam a entrada desta casa com paredes de pedra.5aUm espetáculo da natureza, uma parede viva de bougainvilles.22aNo pátio, um pergolado de madeira coberto também de bougainvilles que são característicos da região.1aAmador explica que no verão, quando chegam, está tudo florido e eles escolheram esta tonalidade de rosa para todos os bougainvilles da casa. Mesa de madeira bruta e cadeiras de vime com assentos e almofadas de algodão dão um charme a esta área de refeições. Ao fundo mais um pergolado repleto de flores.3Como eu sempre digo, pequenos detalhes são tudo. Jogos americanos de ráfia pratos típicos da região e sempre flores na mesa.2aMais um detalhe deste pátio de sonho, deste lado um canto reservado para um bate papo, olhando essa maravilhosa paisagem e esse lindo céu azul.7aO grande arco que faz a comunicação entre as duas salas é em pedra Maiorquina. Cores claras e tecidos de algodão ajudam a refrescar o ambiente , móveis de madeira com um pé na rusticidade são um verdadeiro charme.8aDetalhes…………9aUm outro angulo da sala, no chão um Kilim em cores sóbrias e que combinam com os outros tecidos.10As almofadas com motivos de mapas são lindas11aSala de jantar, a combinação da mesa de madeira bem pesada com as cadeiras de palhinha é perfeita, e o jardim  está presente também dentro de casa.12aAo fundo a porta de correr separa a cozinha. O lustre é de ferro trabalhado e cristal.13aEsta cozinha é fantástica, o piso de cerâmica tem uma moldura de pequenas pedras onde fica a mesa central de madeira envelhecida. Todos os armários foram feitos sob encomenda, assim como as prateleiras. A pia tem um bloco de pedra imenso e maravilhoso.15aAqui um detalhe da pia e da mesa incrível desta cozinha.16aO proprietário afirma que  ver o nascer do sol neste pátio da palmeira é o seu momento preferido. Muitas áreas e recantos externos, afinal é verão e a vida se passa aqui fora.17aTudo respira a conforto.18aAs flores estão sempre presentes, seja em forma de pequenos bouquets ou grandes arranjos.19aAté o roupeiro fica charmoso com detalhes simples.20aA casa é nova, mas Amador quis que ela ficasse com ares de casa rural, típicas da região. Espero que tenham gostado, eu adorei esta casa e começo desde já a procurar uma próxima para vocês. Um ótimo fim de semana para todos.

Em Ibiza


piscina-casa-Ibiza-home-swimming-poolConstruída há 30 anos em Ibiza, esta casa foi reformada e decorada no mais puro estilo mediterrâneo por Malales Martínez Canut e sua equipe. Ele procurou dar uma melhor distribuição aos espaços e acrescentou uma ampla área externa onde ficam o pátio coberto e a piscina. Malales gosta de combinar elementos de diversas procedências, desde a mesa de madeira trazida de uma das muitas viagens a Bali aos sofás e poltronas de polipropileno da área externa da casa, onde se fazem as refeições em dias de calor. A  esta base misturam-se colchonetes brancos, toalhas azuis e verdes e grandes almofadões em rafia…….um contraste de texturas. A decoração interna segue a linha e estilo de Ibiza. A lareira original foi mantida e procurou-se combiná-la com outros elementos, como as duas mesas de centro em madeira e vidro, o sofá de medidas generosas e as cadeiras de madeira escura e couro trançado. Na sala de jantar mais elementos contrastantes. Uma mesa de madeira tropical e linhas retas com cadeiras de polipropileno, o assoalho de porcelanato branco dá claridade e frescor ao ambiente, destacando as esculturas também trazidas de Bali. Na planta alta da casa ficam os quartos e banheiros. Neste piso é muito presente a utilização do cimento queimado, tanto no chão como no revestimento de paredes ( muito resistente a umidade ). Na foto acima o poderoso azul da piscina contrasta com  a fachada branca.Piscina-vistas-mar-mediterraneo-casa-Ibiza-home-swimming-pool-Mediterrenean-sea-viewsSobre a piscina, um solarium com vista para o mar. O chão é de cimento queimado.Comedor-de-verano-casa-Ibiza-home-alfrescoA vegetação frondosa torna esta área de refeições mais fresca e aconchegante. Esta família passa muito tempo aqui nos dias de verão, em refeições á beira da piscina.terraza-casa-Ibiza-home-alfrescoOs sofás de polipropileno misturados com a mesa central de Bali.original5Almofadas de rafia e toalhas sempre á mão , aqui sempre tons neutros.sala-de-estar-chimenea-casa-Ibiza-home-sitting-room-fireplaceA lareira original da casa, junto ao sofá enorme e cadeiras de couro trançado.Salón-casa-Ibiza-home-living-areaUm outro angulo da sala, a mesa de jantar com linhas retas em contraste com as moderníssimas cadeiras em  polipropileno branco. A escultura de madeira ao fundo foi comprada na Tunísia – Ksarbaño-casa-Ibiza-home-bathroomParedes revestidas de cimento queimado.Baño-casa-Ibiza-home-bathroom2Banheiro principal, também  em cimento queimado e com o mesmo trabalho na banheira em alvenaria. Sempre a combinação de madeira como pontos de luz.Dormitorio-casa-Ibiza-home-master-bedroomQuarto principal, a cama é de Bali e a cabeceira, um trabalho em uma técnica especial de encurvar a madeira. Pufes de malha imitando pedras e um terraço super simpático com vista para a piscina.Dormitorio-principal-casa-Ibiza-home-master-bedroomO quarto principal tem um solarium ( ao fundo com a espreguiçadeira ) que dá para o pequeno terraço.