Uma Casa Fazenda Na Catalunha !!


Esta casa, uma antiga fazenda espanhola, dobrou seu espaço de estar graças a um anexo recém-construído, que combina perfeitamente com o estilo do edifício. Os proprietários confiaram o design de interiores à decoradora e estilista Gabriela Conde, para passarem as férias de verão e fins de semana com a família. O projeto de extensão foi confiado ao arquiteto da BCA Arquitectes, Albert Blanc, que criou um espaço aberto e envidraçado onde foi colocada a sala, mantendo os quartos na parte mais antiga.

A história desta casa começa há alguns anos atrás, quando seus atuais proprietários compraram uma pequena fazenda em uma pequena cidade em Empordà, na Catalunha. Eles a renovaram e a decoradora fez uma reforma para adaptá-la às necessidades de um segunda residência.

Com a reforma, a fazenda original viu seu espaço dobrar com a construção de um edifício anexo, que foi usado para a grande área do dia. O projeto de expansão foi encomendado a um escritório de arquitetura que procurou integrar um edifício volumétrico mais moderno, com espaço aberto compartilhado e paredes de vidro, com a construção original, reservada para os quartos.

Para fazer os dois edifícios parecerem esteticamente como se fossem apenas um, os proprietários voltaram-se para Gabriela, que optou por unificar materiais. Pisos de microcimento, que dão continuidade a todos os espaços da casa, paredes de pedra, algumas mais novas que outras, madeira e unidade cromática. Como esta casa é para ser apreciada durante todo o ano, o decorador procurou uma combinação de cores que não fosse muito escura, que pudesse ser aconchegante no inverno, mas também fresca no verão: “Eu brinquei basicamente com três cores, todas muito naturais, o camelo, que unifica paredes e tetos na área diurna, diferentes tons de verde, na carpintaria da cozinha, e nos quartos uma cor de azulejo”.

A cozinha, apesar de totalmente nova, lembra as de nossas avós, com o balcão e a grande pia de mármore, a mesa de trabalho recuperada, que dá um toque rústico, ou os móveis com molduras que combinam armários com prateleiras. “Fico horrorizado com as cozinhas modernas, onde tudo é integrado, com uma aparência de laboratório. Para mim, é preciso viver uma cozinha, com panelas à vista”, explica o decorador. A cozinha é uma mistura tão pessoal quanto original. Com uma estética tradicional, a concepção do espaço não poderia ser mais moderna: é fechada em uma caixa que não alcança o teto para não fragmentar um espaço tão aberto. E, para conectar os diferentes ambientes, uma estrutura envidraçada que integra as portas.

No quarto das crianças, a pedra exposta das paredes nos lembra que estamos na fazenda original. Uma estrutura em forma de caixa de madeira define a área de descanso enquanto integra as três camas. O espaço ao pé da cama foi usado com um guarda-roupa completo, projetado com a mesma madeira do beliche. E, para torná-lo mais leve, decidiu-se fechá-lo com cortinas de linho, que também dão um toque country ao espaço.

É difícil visualizá-lo, mas, como Gabriela nos lembra, o espaço ocupado pela suíte era a antiga sala de estar, enquanto o banheiro atual era a cozinha. O decorador usou o verde que tínhamos visto na cozinha no quarto. Um verde que dá cor aos armários, com frentes de espelho. Além da cama de dossel, que veste e preenche um espaço generoso em metros, o decorador optou por um papel de parede que dá um calor extra ao espaço. “Me apaixonei por esse papel de parede listrado, que simula um acabamento têxtil”.

Um banheiro sem espelho? É o que pode parecer à primeira vista. Mas o decorador nos surpreende com uma solução tão engenhosa quanto eficaz, os espelhos estão do lado oposto das janelas. Basta fechá-los para desfrutar de um espelho, sem dúvida, único.

Som de Art Garfunkel – A Heart In New York

 

Em Pleno Soho !!!!!!!!


Hoje no blog mostro um apartamento impressionante, localizado nada mais, nada menos que no New York Soho . Seu interior exala elegância graças ao sucesso do binômio preto e branco. As vistas deslumbrantes, o seu incrível terraço e o seu bom gosto ao escolher as peças de mobiliário também têm muito a ver com o resultado final. Esse interior me transmite além de elegância, ordem, simetria e volume. Um espaço nada convencional. Gostei muito da sala de jantar com seu jogo cromático e o número extraordinário de fotografias nas paredes. Na verdade toda a casa tem uma boa seleção de arte.
Normalmente eu publico casas mais clássicas, mas de vez em quando vejo uma casa moderna e elegante que me impressiona. A casa de Brian Atwood e seu marido Dr. Jake Deutsch é uma daquelas casas modernas que eu absolutamente amo. Esta ‘townhouse in the sky’ (como Brian & Jake a chamam) está localizada em uma antiga fábrica de chocolate. A paleta de cores monocromática é complementada com fotografias incríveis em toda a casa. Não é só o interior que é maravilhoso, a casa tem terraços ao ar livre cheios de plantas que não é algo que se veja com frequência em Nova York.
Som de Art Garfunkel – A Heart In New York