Amsterdã !!!


Isso não acontece com freqüência, mas às vezes você ainda consegue encontrar uma casa de perder a cabeça. Este é um edifício localizado em uma rua de pedestres pitoresca, e reconstruído com grande atenção aos detalhes, alta qualidade e luxuosamente acabado. O edifício está localizado na Buiten Bantammerstraat, em uma rua de pedestres agradável e histórica com muito verde ao redor. Uma verdadeira rua de Amsterdã, onde os vizinhos ainda se cumprimentam, conversam e gostam de beber, curtindo o sol ou uma xícara de café na calçada.

Imediatamente após entrar você vai sentir a atmosfera especial deste apartamento. O piso de madeira original do século 17, a entrada impressionante, com quase 5 metros de altura, o gabinete de porcelana do século XVIII, e os robustos tetos com vigas expostas. Todos os detalhes autênticos foram restaurados com grande amor e cuidado contrastando lindamente com a moderna cozinha de design italiano, equipada com todos os luxos concebíveis. Atrás da parede da cozinha, 2 fornos, gavetas de aquecimento, geladeira vinho, máquina de gelo, gaveta a vácuo e muito mais equipamentos. Na ilha da cozinha com exaustor, você pode desfrutar de uma refeição aconchegante enquanto está sentado no sofá de canto feito sob medida.

Dois passos e você encontra a sala de jantar inundada de luz com lareira a gás e parede de pedra original. Realmente um lugar para ter um bom jantar com um grande número de amigos. Você pode aproveitar o efeito especial da rua iluminada e do sol que entra pelas clarabóias, refletido no piso branco e aquecido.

Da sala de jantar, através de uma escada de madeira, você chega ao sótão, onde fica o quarto principal. Esta suíte com uma impressionante parede de tijolo vermelho e um robusto teto com vigas expostas tem um espaçoso closet e uma sala. Na parte traseira você achará o banheiro principal por um corredor com guarda-roupas embutido, e máquinas de lavar e secar. Neste espaço parece que você reservou um dia de spa; que atmosfera agradável e relaxante paira por aqui! Um lavatório duplo, um grande duche ao nível do chão com chuveiro de efeito chuva, jatos de massagem e banco confortável, uma sauna personalizada com espaço mais do que suficiente para várias pessoas e um sofá. Neste espaço você pode relaxar completamente.

Todo este andar tem um piso branco e aquecido, o teto tem 2,15 metros de altura.

Através de uma escada fantástica, você alcança o terceiro andar, onde encontrará a acolhedora sala de estar com cozinha e ilha. A cozinha está bem equipada e tem muitas gavetas para armazenamento. Esta é uma área nova, os aparelhos Siemens, 2 fornos, máquina de lavar louça, frigorífico, placa de 5 queimadores e exaustor nunca foram utilizados. Na frente, a acolhedora sala de estar onde, assim como na cozinha, muita luz entra pelas grandes janelas. Da sala de estar, você tem uma visão da bela construção do telhado. Os radiadores são decorados com bom gosto neste piso em soleiras de janela feitas sob medida, a robusta construção de vigas de madeira foi cuidadosamente restaurada e está completamente à vista, e o piso é em parquet de carvalho. Mesmo à noite você pode aproveitar esse espaço.

Através das escadas de madeira na sala de estar você alcança o último andar desta pérola, onde a construção do telhado maravilhosamente restaurado com velhos abetos é completamente visível. Isto dá um efeito legal a este telhado, combinando com as muitas janelas por todos os lados. Este andar foi projetado de tal forma que você vai encontrar um espaço de trabalho tranquilo, com vista para a sala de estar e mais um quarto com roupeiros e um lavatório. Aqui o piso de madeira é original.

Som de Donny Hathaway- A Song For You

Uma Casa Com Histórias !!!!


Na porta principal, uma placa com o ano de 1726, embora esta casa seja de 1681, diz Pepe, o proprietário. São quase 500 metros quadrados de casa e 100 de jardim, que aparentemente, sempre manteve esta espetacularidade e essência que se pode sentir até hoje ao visitá-lo.

Pepe comprou esta casa há mais de quatro anos e já tem dezenas de histórias para contar! Provavelmente porque é extremamente especial e única. Tem o tamanho e o estilo de uma antiga quinta medieval catalã, onde as pessoas viviam isoladas e solitárias nas montanhas. Mas esta casa é bem localizada, e perfeitamente integrada no centro de Torrent, Espanha, possivelmente a cidade mais procurada de Bajo Ampurdán.

“Encontramos dois registros no telhado. Um é de um pintor que deixou sua marca lá e a outra é um manuscrito feito à mão em 1916 que explica o quanto a casa era impressionante naquela época. O mesmo aconteceu comigo quando comprei de uma senhora que morou aqui por 40 anos e decidiu reformá-la, expandi-la e restaurá-la. Naquela época havia quatro quartos e três banheiros, hoje são seis dormitórios e 5 banheiros”.

Pepe teve a ajuda de um escritório de arquitetura, que estava encarregado da reforma, mas reteve alguns elementos e peças em seu estado original, verdadeiros contadores de histórias, aqueles que mantêm a essência e a alma de um lugar tão especial, e aqueles que fazem o trabalho de reforma e decoração fazerem sentido.

“Tudo tem que ser coerente com o espírito da casa, como, por exemplo, o cimento polido que usamos e que também foi utilizado no passado”.

Som de James Vincent McMorrow – Wicked Games

Um dos seus grandes tesouros é o alpendre. Tem café da manhã, almoço e jantar com a família e amigos. “É um espetáculo para contemplar o céu azul de lá”, diz o proprietário.

 

Quando a noite cai, todos vão para a sala de jantar externa, como podem imaginar. Os bancos e a mesa são antiguidades de Rocamora.

 

Grande parte da essência desta casa corresponde aos móveis herdados, às peças restauradas e às histórias que todos eles contam sobre um lugar tão especial.

 

Se você tem uma casa antiga que deseja reformar, aqui está o truque que nunca falha, cores pastéis. Macias e leves para não perturbarem a atmosfera dos espaços.

 

Embora não em estilo e sim em inovação. A cozinha foi completamente renovada para conseguir um espaço especial e convidativo como este. Toda a cozinha é de alvenaria e cimento polido, o tapete foi trazido do Marrocos.

 

Sou louco por cozinhas grandes, com espaço para tudo! Aqui toda a família se reúne para comer e cozinhar juntos.

 

Aqui tudo é pensado e cuidadosamente escolhido para alcançar o encanto parecendo que tudo sempre esteve aqui há décadas.

 

O jardim tem mais de 100 metros quadrados de extensão. Era essencial uma obra espetacular de paisagismo. A mesa redonda externa e suas cadeiras convidam para o café da manhã.

 

Para aqueles cafés da manhã e jantares que são celebrados na varanda, peças rústicas e de inspiração romântica conquistam todos os visitantes.

 

O banheiro também deve ser espaçoso e charmoso. Com duas pias, materiais nobres e muita amplitude e clareza.

 

Querem mais? Foi feito para ter um grande espaço dedicado ao vestiário. Com portas de persianas pintadas de verde sujo, o resultado é sereno e bonito.

 

Não me canso de ver!!! Esse alpendre tem magia e muita vida!

Uma Varanda Em Paris !!!


Os interiores desta casa parisiense parecem nos transferir para um universo paralelo, onde objetos antigos coexistem com elementos modernos na decoração. Na casa com jardim e alpendre de vidro, além de decoração vintage, há muito mobiliário envelhecido de diferentes tipos. Por exemplo, a biblioteca e sala de jantar é completamente coberta de prateleiras com livros antigos, e na cozinha há um forno do século passado. O lugar mais fascinante da casa é o alpendre envidraçado, aqui em qualquer tempo você pode trabalhar, relaxar com uma xícara de café ou receber convidados. Uma vista do jardim nos lembrava das ilustrações de “Alice no País das Maravilhas”.  Uma casa única!!!

Som de Craig David -Walking Away

O Loft de William McLure !!


O designer de interiores, e artista plástico William McClure, mudou-se de casa. A casa anterior já tinha sido motivo de um post meu, em A Casa de William McLure !!!!!! e estou bastante apaixonado por este novo loft. Lembram-se do apartamento anterior? Bom, a nova casa de William é um loft moderno em que ele fez uma reforma gigantesca. Eu adorei a arquitetura industrial emparelhada com a mistura eclética de móveis antigos,  vintage e acessórios. William muitas vezes também compartilha fotos de sua obra de arte (ele é um pintor talentoso) e eu não posso deixar de cobiçar as telas em grande escala penduradas por todo o loft. Graças às fotos de sua adorável conta no Instagram , você pode explorar mais a nova morada de William, e conhecer seu querido cachorro Weimaraner!

Quando William McLure se encontrou pela primeira vez com seu futuro senhorio, ele tinha muitas perguntas.

Ele poderia pintar as paredes? Não. Nem mesmo os armários? Não. E quanto ao piso? Não. McLure, um artista e designer, descartou as muitas outras perguntas que tinha e assinou um contrato para o loft do centro da cidade de qualquer maneira. Ele então, começou a transformar o espaço cinza e escuro em uma tela em branco para exibir seu trabalho.

McLure queria mudar o loft escuro para um espaço confortável, leve e arejado, para entreter e exibir suas obras de arte. Ele começou a transformação pintando o espaço de branco, as paredes e o chão. Seu espaço é um verdadeiro loft, o que significa que não há paredes divisórias, então McLure criou uma área privada para seu quarto com uma cortina dramática que a separa do resto do loft. Ele suspendeu uma de suas obras de arte do teto para quebrar o espaço e dar a ilusão de uma parede. Mesmo optando por uma paleta branca no espaço, a arte de McLure cobre grande parte das paredes, porque para ele, a arte é fundamental, quando se trata de decorar uma casa.

Para ele, a iluminação também é essencial para uma casa bem projetada. Um candelabro, do artista Serge Mouille e datado da década de 1960, paira sobre a tradicional mesa de jantar. Pingentes extra grandes acima da ilha da cozinha são da Ikea. McLure renovou-os com óxido de cálcio para que combinassem com a vibração industrial do espaço, que também possui dutos expostos e tubulações no teto.

A cozinha teve que ser completamente remodelada. “Ela tinha armários de carvalho bem caros, mas só porque algo é caro não significa que é bom.” Ele substituiu os gabinetes genéricos pelo que parece ser mármore de Calcutá, mas na verdade é fórmica, reduzindo consideravelmente o custo. De acordo com o tema branco, ele substituiu o backsplash de mosaico da cozinha por um azulejo de metrô branco. Contratou um empreiteiro para fazer o trabalho, mas acabou terminando ele mesmo.

Os bancos do bar são do famoso arquiteto Harry Bertoia, e no lado oposto da ilha, McLure acrescentou armários de aço inoxidável para combinar com os novos aparelhos. Ele removeu os armários de cozinha superiores, e os substituiu por estantes abertas para um visual minimalista, e também adicionou uma prateleira flutuante atrás da mesa da sala de jantar, para uma área de exibição e um ponto focal. Lá ele tem uma de suas gigantescas peças abstratas exibidas, embora ele diga que muda frequentemente.

Na sala de estar, os livros servem como decoração principal. “Esse é o tipo de vício terrível”, diz McLure sobre sua vasta coleção de livros de mesa de centro. “Eu não tenho TV a cabo ou TV. Eu literalmente só tenho Wi-Fi, então os livros são a minha saída. Quando eu tenho um dia de folga, eu pego um livro.”

Atrás da cortina branca onde fica o quarto de McLure, ele exibe uma das poucas peças de arte que não é dele: uma tapeçaria antiga. Um dos seus melhores achados. A tapeçaria estava em uma loja de molduras há quase dois anos, quando ele finalmente decidiu perguntar sobre ela. “A loja estava prestes a fechar, então eu perguntei a eles a história por trás disso”, diz McLure. “É uma tapeçaria do século XVII. Alguém a trouxe para ser restaurada, mas nunca voltaram para pegá-la. Me disseram se eu pagasse sua conta e a moldura, poderia tê-la.”

Agora está pendurada atrás da cama. Com um showstopper assim, McLure diz que o espaço não precisa de muito mais. A roupa de cama é branca, e McLure acrescentou textura com uma manta de pelo falso. Armários flutuantes flanqueiam a cama, dando espaço suficiente para um livro e seu telefone. Ele não precisa de muito mais.

Som de Henrique Iglesias – Tired Of Being Sorry.

 

 

Uma Viagem no Tempo – Borgonha !!


Para quem adora o interior da França onde se pode relembrar e estudar, a história da velha Europa. Esta mansão histórica na encantadora região da Borgonha manteve a decoração e a vida que era comum nesta parte da França há muitos séculos. A casa é tão antiga que, em alguns lugares, as vigas do teto são levemente torcidas. Mas o tesouro mais importante deste lugar são inúmeras antiguidades, nas quais a pátina do tempo é visível a olho nu. Aqui o tempo realmente parou. Uma viagem no tempo!!!!

Som de Ellie Goulding – Your Song

Em Bordeaux !!!


Eu queria uma atmosfera de ‘hôtel particulier’, mas com um sentimento mais acolhedor e caloroso, diz Ludivine Degas sobre a decoração desta velha casa da família em Bordeaux. Nesta casa moram, Ludivine Degas, designer de interiores e proprietária da loja interior La Maison Poétique, com o seu marido, Stéphane Degas, e os seus cinco filhos com idades entre os 12 e os 23 anos.

‘Hôtel particulier’ significa ‘hotel privado’, mas também pode se referir às enormes residências francesas que foram construídas algumas centenas de anos atrás.

Uma atmosfera de hotel impessoal não é muito a cara da família Degas onde o francês ‘chicness’ e o aconchego nórdico andam de mãos dadas através dos muitos quartos desta grande família.

Ludivine Degas, que também lida profissionalmente com design de interiores, teve imediatamente um plano para a decoração interna, quando eles compraram esta casa mais de quatro anos atrás. “O meu objetivo era uma atmosfera que fosse ao mesmo tempo chique e aconchegante. Eu usei o meu código de cores favorito, preto e branco, e trouxe aconchego interno com madeira natural e linho, tapetes aconchegantes e algumas cores no quarto.” A proprietária quis misturar móveis novos com coisas que têm um passado, e história agregados.

Uma dica concreta dela é decorar uma sala com inspiração em um único objeto, como um espelho vintage ou uma cesta de pão marroquina, que pode ser o ponto de partida para a outra mistura de cores, texturas e estilos da sala.

Em alguns lugares o preto e branco desliza para tons de cinza na forma de materiais como aço e concreto, que complementam os quadros clássicos e os materiais naturais mais quentes. A cor cinza também é o elo entre o exterior e o interior. Além do tamanho da casa, que coincide com uma família de sete, Ludivine e Stéphane Degas também se apaixonaram pelo grande jardim de 1200 m².

Portanto, tem sido importante para eles fazerem este jardim como parte integrante da casa. Eles conseguiram isso permitindo que a cerâmica do chão da cozinha fosse o mesmo também para o terraço, permitindo que a maioria dos quartos tivessem uma vista ou uma saída para o jardim, que se tornou um espaço extra para a grande família.

Som de Alok, Felix Jaehn & The Vamps – All The Lies

 

A Jaqueta Jeans !!!!


jaqueta jeans masculina é uma das poucas peças que eu acredito que todo homem tem que ter em seu guarda-roupa, ela é ideal para dar um toque mais despojado e descontraído a qualquer look, e se bem combinada, pode ser usada em diversas ocasiões.

Neste post darei algumas ideias de como usar a jaqueta jeans, com ênfase no modelo trucker, o mais tradicional.

Som de Yanni – Felitsa

Começando pelo básico:

Sendo a jaqueta trucker jeans um item básico é mais do que óbvio que ela vai funcionar bem com calças chino, camisetas, camisas de algodão, tênis discretos, moletons, blusas navy, etc. Basicamente é só ir criando looks fazendo rodízio dessas peças, errar é difícil.

Jaqueta jeans masculina sobreposta por colete de nylon:

Outro item que é uma verdadeira mão na roda é o colete de nylon, seu visual sport/adventure cai muito bem com a jaqueta jeans e outros itens que trafegam entre o urbano e o rústico como botas, calças cargo, ou até algo mais básico como uma camisa xadrez ou uma malha simples.

Jaqueta jeans masculina sobreposta por blazer de lã:

Sobrepor a jaqueta jeans com um blazer de lã é uma forma criativa de usar a peça e sair do lugar comum. Ela pode ser uma intrusa, quebrando o look formal só com itens de alfaiataria, ou pode entrar no combo casual onde o blazer é a roupa mais sofisticada.

Pode com bermuda? Pode sim:

Nos dias de outono em cidades de temperatura amena ou locais cujo inverno não é tão intenso, a jaqueta jeans pode ser a companheira de fim de tarde, protegendo sem tirar a leveza e o conforto da combinação.

Quebrando o total black:

Para quem gosta de roupas pretas, mas acha o look “total black” repetitivo e/ou enjoativo, a jaqueta jeans masculina surge como uma boa alternativa para quebrar o visual todo preto e inserir um ponto de interesse para o olhar que fique próximo do rosto.

Jaqueta jeans masculina com pegada profissional:

Para quem tem a sorte de trabalhar em um ambiente onde há uma certa tolerância para roupas casuais, ou seja, que dispensa o terno e gravata, há  a possibilidade de usar a jaqueta jeans fazendo as vezes do blazer, mas, obviamente, com um jeitão muito mais despojado.

Jaqueta jeans masculina com camisa xadrez:

Eis duas roupas masculinas que nasceram uma para outra! Ambas são clássicas, se equilibram entre o urbano e o rústico, e tem um estilo despojado que combina com qualquer um. Para acompanhar é possível adicionar uma peça neutra como uma chino bege ou uma calça de alfaiataria, embora até um jeans tradicional caia bem aqui.

Jaqueta puffer sobrepondo a trucker jeans:

Assim como o contraste do colete de nylon e a jaqueta jeans funciona bem, o mesmo pode ser dito da peça de denim sendo sobreposta por uma puffer jacket, item que tem destaque nas últimas temporadas. Se você tem uma dessas no armário pode experimentar a combinação, aposto que fará sucesso!

Com colete em combo casual:

Como grande fã do colete de alfaiataria não podia deixar passar essa composição que funciona ainda melhor com uma camisa xadrez por baixo. Os coletes com tecido mesclado ou “espinha de peixe”  dão um toque mais rústico, enquanto os de lã fria lisa são mais sofisticados e podem ficar melhores com camisas lisas de algodão.

Com camisa jeans :

Fazer um double jeans na parte de cima não é má ideia! Você pode usar uma camisa de denim ou de chambray que tem a aparência bem similar ao jeans, apenas escolha uma peça que seja em tom diferente da jaqueta, de preferência mais claro, dessa maneira a probabilidade de errar é bem baixa.

  • Cuidado com jaquetas com muitos elementos visuais, rasgos, lavagens fortes, etc., são as mais difíceis de combinar e marcam muito.
  • Certifique-se que a jaqueta, mesmo que você prefira usar aberta, possa ser abotoada, isso mostra que seu tamanho está correto.
  • As jaquetas de moletom imitando jeans são bacanas, mas o caimento e a durabilidade não são a mesma coisa, pense nisso antes de comprar uma.