Em Bordeaux !!!


Eu queria uma atmosfera de ‘hôtel particulier’, mas com um sentimento mais acolhedor e caloroso, diz Ludivine Degas sobre a decoração desta velha casa da família em Bordeaux. Nesta casa moram, Ludivine Degas, designer de interiores e proprietária da loja interior La Maison Poétique, com o seu marido, Stéphane Degas, e os seus cinco filhos com idades entre os 12 e os 23 anos.

‘Hôtel particulier’ significa ‘hotel privado’, mas também pode se referir às enormes residências francesas que foram construídas algumas centenas de anos atrás.

Uma atmosfera de hotel impessoal não é muito a cara da família Degas onde o francês ‘chicness’ e o aconchego nórdico andam de mãos dadas através dos muitos quartos desta grande família.

Ludivine Degas, que também lida profissionalmente com design de interiores, teve imediatamente um plano para a decoração interna, quando eles compraram esta casa mais de quatro anos atrás. “O meu objetivo era uma atmosfera que fosse ao mesmo tempo chique e aconchegante. Eu usei o meu código de cores favorito, preto e branco, e trouxe aconchego interno com madeira natural e linho, tapetes aconchegantes e algumas cores no quarto.” A proprietária quis misturar móveis novos com coisas que têm um passado, e história agregados.

Uma dica concreta dela é decorar uma sala com inspiração em um único objeto, como um espelho vintage ou uma cesta de pão marroquina, que pode ser o ponto de partida para a outra mistura de cores, texturas e estilos da sala.

Em alguns lugares o preto e branco desliza para tons de cinza na forma de materiais como aço e concreto, que complementam os quadros clássicos e os materiais naturais mais quentes. A cor cinza também é o elo entre o exterior e o interior. Além do tamanho da casa, que coincide com uma família de sete, Ludivine e Stéphane Degas também se apaixonaram pelo grande jardim de 1200 m².

Portanto, tem sido importante para eles fazerem este jardim como parte integrante da casa. Eles conseguiram isso permitindo que a cerâmica do chão da cozinha fosse o mesmo também para o terraço, permitindo que a maioria dos quartos tivessem uma vista ou uma saída para o jardim, que se tornou um espaço extra para a grande família.

Som de Alok, Felix Jaehn & The Vamps – All The Lies