África do Sul !!!!


Quando Dané Erwee e Chris Willemse, os donos desta casa conhecida como Johannesdal, a imaginaram, eles pensaram em algo com um exterior moderno, e como se fosse uma fazenda interiormente. Seu instinto estético foi fundamental para o sucesso final, assim como o magnífico projeto realizado pelo arquiteto sul-africano Henri Comrie. A criatividade e estilo foram usados com total liberdade para dar vida a este paraíso na da África do Sul, em uma área produtora de vinho por excelência, o pitoresco Vale de Banhoek.

Toda esta paisagem está totalmente integrada na casa, composta por três volumes, graças às grandes e numerosas janelas, generosos terraços e espaços abertos, que fazem com que o exterior possa ser contemplado a partir de qualquer ambiente interno. O jardim também foi projetado com grande cuidado. Os proprietários, que viviam em fazendas quando crianças, passam muito tempo aqui: “Gostamos de coisas que são honestas e verdadeiras para nossas raízes”. Luz natural, um dos principais pedidos, entra sem impedimentos por aberturas, dando nuances muito diferentes dependendo da hora do dia, para os tons que definem a decoração e mobiliário. Em cada canto uma composição inesperada ou um ponto de cor que atrai irremediavelmente a atenção. Sem dúvida, Johannesdal tem sua própria linguagem universal, que é entendida e amada sem a necessidade de se conhecer a língua.

Henri Comrie, o arquiteto, foi inspirado por Le Corbusier, usando paredes caiadas de branco, espaços abertos, tijolos expostos, metal industrial, tetos de concreto madeira em bruto e sem tratamento, coexistem perfeitamente com as características nativas da região. Conjuntos insuspeitos de objetos não convencionais são encontrados em toda parte. Com sua própria história não podem ser encontrados em qualquer shopping center.

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Uma Casa Vitoriana !!!


Desde a sua data de construção inicial, em 1886, esta casa vitoriana localizada no bairro exclusivo de Russian Hill, em São Francisco, teve várias vidas. Em 1916, a primeira arquiteta da Califórnia, Julia Morgan, transformou-a em um estilo italianizado para o comerciante de arte David Atkins. Depois durante vários anos, a casa pertenceu ao designer Anthony Hail , e foi recentemente comprada por um casal com três filhos que amam a inovação e a criatividade.

Os proprietários escolheram a equipe NICOLEHOLLIS, que realizou um projeto de renovação durante três anos. Respeitar o trabalho cuidadoso de Julia Morgan foi essencial para Nicole Hollis, sócia e diretora criativa da empresa. Muitos elementos originais, como janelas e lareiras, foram preservados, mas foi essencial adaptar os espaços a um estilo de vida contemporâneo, bem como proporcionar todo o conforto do século XXI. Uma parede foi removida abrindo a cozinha para a sala de estar, criando um espaço multifuncional que serve tanto para entretenimento e refeições familiares quanto para trabalhar em casa. Alguns dos principais requisitos era dar uma sensação de maior amplitude, deixar entrar mais luz natural graças a janelas maiores, criar uma conexão direta com o jardim (na parte de trás da casa), bem como adaptar os espaços a uma vida com crianças. Ele tentou “reinventar a casa com uma sensibilidade moderna, mas mantendo sua alma”, nas palavras de Nicole Hollis.

Estendendo-se por 383 metros quadrados, as áreas interiores são organizadas em três andares, com a sala de estar, a sala de jantar e cozinha ao nível da rua. Uma nova escadaria leva ao andar inferior, que abriga o quarto da família, um quarto de hóspedes com banheiro e uma adega. Além disso, o proprietário sonhava em ter um espaço para armazenar seu equipamento de montanhismo, colocado em uma prateleira colorida, e para sua moto, em um armário de aço recuperado. No piso superior, que abriga o quarto das crianças e um escritório, o novo quarto principal ocupa o lugar do antigo salão de baile e reflete a elegância do passado graças ao piso em parquêt, molduras vitorianas e lareira de mármore francês. Projetados por NICOLEHOLLIS, dois móveis de latão polido com espelhos servem como um armário.

Com uma mistura de elementos arquitetônicos originais, peças de mobiliário de vários estilos e períodos, bem como uma extensa coleção de arte contemporânea, esta casa ilustra como mesclar passado e presente para criar uma propriedade atemporal com muito carácter e estilo!!

Som de Neil Young – Harvest

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

The Dark Side of Paris !!!!


Estamos acostumados a apartamentos parisienses brilhantes e luminosos, a belas molduras em paredes brancas ou em cores pastéis, a tetos altos que apenas aumentam a luz natural. Mas este apartamento em Paris é bem diferente. Sim, ainda é o mesmo piso de parquêt, o mesmo trabalho maravilhoso nas paredes magníficas, mas a escolha no esquema de cores, de repente caiu em tons escuros. Estes tons profundos tornam esta casa complexa e muito acolhedora!!!!

Som delicioso de Supertramp – School

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com