Menos Luz, Mais Requinte !!!


Ao entrar neste apartamento, o olhar percorre de alto a baixo e vai se alimentando com cada surpresa. Uma escada toda de ferro fundido mineiro chama a atenção logo de cara pelo seu desenho. Mas logo desviamos o olhar e nos deparamos com a lareira também feita de ferro e soldas aparentes, que faz parte de um ambiente amplo, alto, com pé-direito duplo, um passeio pelo bom gosto. No andar de cima, foi concebido o mezanino-biblioteca, e lá embaixo,  estão a sala de jantar e o living. Móveis italianos do mais puro requinte, sofá Groundpiece, design Antonio Citterio, da Flexform, mesa de jantar Ufo, design Ferruccio Laviane, poltronas Reversi, design Hannes Wettstein, e chaise-longue Andersen, da Poliform. É preciso respirar para admirar cada traço apurado desses criadores. E que tal um toque vintage industrial? O verde das luminárias de uma antiga fábrica cumpre esse papel.

Mas não pensem que bastou apenas escolher o melhor do desenho autoral. Neste imóvel, o que para muita gente é escasso, para a proprietária era excesso. O dúplex de 332 m², em Porto Alegre, RS, tinha luz natural abundante, que extrapolava o desejável. Todo envidraçado, a luminosidade exagerada acabava prejudicando a ideia de se ter um lar mais aconchegante. Era preciso criar um cenário de luz e sombra para dar vida e calor ao lar desta empresária gaúcha.

“Criamos um ambiente em tons de marrom com cortinas de tecido mais pesadas e colocamos no piso o travertino romano bruto, a fim de dar aconchego a este espaço de pé-direito duplo”, diz a arquiteta Evelise Tellini Vontobel, do escritório Tellini Vontobel, que assina o projeto. Ao lado do living, a cozinha gourmet atende perfeitamente os desejos da moradora que, embora more sozinha gosta de boas reuniões. Para dias menos festivos, aqueles em que poucas companhias bastam, a bancada acomoda até quatro pessoas, mas se é dia de casa cheia, que se abram as portas de correr de madeira e tudo se conecta, se integra e se harmoniza.

Caso o tempo lá fora permita, é possível aproveitar o skyline rodeado de verde e conforto. Ligada ao grande living, a área de lazer é fruto do uso de materiais naturais, como a pedra, a madeira e o ferro, que construíram uma linguagem única entre o dentro e o fora. O charme do espaço fica por conta da pérgola – feita de metal, madeira e vidro, que esbanja o verde com oliveira, jabuticabeira, louro e os mais diversos temperos. É neste oásis, em meio aos móveis desenhados pelo escritório, que surgem as espreguiçadeiras Float e o pufe Play, de Paola Lenti, e ventilador de piso da Gervasoni, escolhas que entram em comunhão com a convidativa piscina e com todo o resto do décor. Um lar intenso de uma moradora só, mas onde há muita vida, tanto dentro como fora.

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s