Para Uma Grande Família !!!


Fugindo do frio de Londres, um casal descobriu no sul da Espanha, o melhor esconderijo para que os seus filhos pudessem correr ao ar livre, entre pinheiros e mimosas. “Enquanto as crianças tinham entre um e sete anos, alternamos a nossa residência entre a Inglaterra e escapadas para a Espanha, cada vez com mais frequência. Agora, quando estamos em Londres, sonhamos em voltar o mais rápido possível “, admitem.

O motivo por que uma casa nos seduz mais do que a outra é por vezes um enigma. Esta que vamos ver, localizada em um lugar de nome estranho e inquietante, encantou esta família britânica há mais de vinte anos. “Fuente del Espanto é uma área tranquila e discreta, pela qual sentimos uma atração especial.” Eles conheciam a região de Guadalmina Baja, onde passaram um verão em um apartamento, mas eles já tinham quatro filhos, e pensavam em ter mais um, precisavam de uma casa maior. Nesta busca recorreram a várias regiões de veraneio, por vários países, e finalmente descobriram este lugar meio escondido, onde decidiram morar.

“Era uma casa cercada por uma vegetação exuberante e achamos que nossos filhos, muito jovens, então, poderiam correr livremente pelo jardim”. Por ter apenas um andar, a casa teve que ser aumentada e mudar parte de sua distribuição, “tinha que satisfazer os nossos gostos e necessidades”, eles comentam. Construir um novo andar para os quartos, reposicionar e aumentar a cozinha para se conectar ao novo cenário foram algumas das reformas levadas adiante pelas mãos da proprietária, especialista em decoração: “Na década de oitenta, trabalhei com reformas de casas, e alguns dos meus projetos foram publicados em revistas britânicas de decoração. Eu sou a filha de donos de antiquário, e adoro interiores, então eu assumi esta reforma sem problemas.”

Por ser uma família numerosa, a cozinha é um ponto muito importante para eles. Bem iluminada, graças às suas duas saídas para a área externa, uma claraboia no teto, lareira e um escritório confortável, é a área mais movimentada da casa. Embora alguns dos móveis  tenham vindo da Inglaterra, esta casa tem características da Andaluzia, como lanternas, tapetes de sisal, pisos de terracota e paredes brancas.

O paisagismo externo é delicioso e muito aproveitado por esta família. Trabalho de Gerald Huggan, um paisagista reconhecido tanto na Grã-Bretanha, como na Espanha. O grande pátio de inspiração neoclássica percorre toda a fachada interior e comunica todos os quartos com a piscina e pomar, rico em árvores frutíferas e mimosas. Em frente à cozinha um gazebo espetacular, cercada por plantas aromáticas, aqui se improvisam almoços e jantares muito especiais.

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Um Abrigo Na Montanha.


A alma desta acolhedora casa de montanha continua despertando emoções nos seus proprietários, mesmo já passados dez anos. Aconchegante, com um tamanho generoso e branca como a neve . “É bom estar aqui!”

Esta casa tem sido um dos maiores sonhos da minha vida. “Eu amo as montanhas e durante toda a minha vida fui para Valle de Arán – Espanha, onde fica a casa dos meus pais. Mas imagine, já casada, e com seis irmãos, era sempre difícil decidir quem iria com a família.” diz Icíar, a proprietária. Finalmente, ela e seu marido compraram esta casa, e agora podem aproveitá-la durante todo o ano. A decoração da casa foi obra da proprietária, ” com a ajuda de meu bom amigo Mercedes Alvarez de Toledo, que é decorador”. Usada durante a temporada de esqui, no verão, é o ponto de encontro do casal e seus quatro filhos. “Eles foram ficando mais velhos e esta casa se tornou o único lugar onde nós jantamos juntos.”

A casa tem a característica inconfundível das cabanas de montanha. Tetos inclinados de pinho, uma lareira aconchegante de pedra, e tapetes de lã macios. Mas há algo que a distingue das demais, o uso do branco em toda a sua gama de tonalidades. “Eu amo o branco, as paredes originais eram pintadas de amarelo. Branco é limpo e claro. É a cor da neve e dá um ar sueco a esta casa.”

Quando chegou a hora da decoração, Icíar sabia que queria uma casa prática, aconchegante e cheia de vida. Sem medo misturou linhas modernas com peças antigas.Tudo muito coordenado, mas a pergunta é, como conseguiu por dez anos e com quatro filhos colocar tapetes brancos nas escadas e nos quartos? “Nesse ponto eu sou inflexível, é proibido entrar com sapatos. Tenho na entrada, uma cesta com chinelos, que são colocados assim que se entra. Nós geralmente andamos com meias. É muito bom andar descalço sobre o tapete de lã “. A praticidade da casa é evidente em muitos detalhes. O chão de pinho claro, com pátina branca, unifica a sala de estar e de jantar que são abertas. Se olharmos com atenção para as cadeiras da sala de jantar, percebemos que sua estrutura de ferro foi pintada, e em seguida, lixada para “envelhecê-las”. Na mesa rústica, surpresas, como a luminária do teto,  a luz pode ser ajustada, criando diferentes atmosferas. ”

No segundo andar da casa, ficam os quartos dos dois meninos e duas meninas (o do casal é no piso térreo). Cada quarto tem seu próprio banheiro. Aqui eu fiz uma espécie de sala comum, onde os meus filhos gostam de assistir TV, ouvir música ou estudar, ou onde eles dormem quando convidam seus amigos. ” O acesso é através de uma antiga escada de um navio. As paredes da casa, cobertas de madeira, eram originalmente da mesma cor dos tetos de madeira, em pinho natural, mas também foram pintadas de branco. Uma ideia simples que dá amplitude a todos os espaços. Por estas mesmas paredes, várias fotografias em preto e branco, dando um toque de cor.

A luz que entra através das muitas janelas da casa, é filtrada pelas cortinas de linho fino. “Eu gosto de linho, é leve e permite que a luz penetre através dele.

Som: 10.000 Maniacs – Don’t Talk

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Um Sótão Reformado.


Uma boa reforma pode transformar completamente uma residência, resultando em uma metamorfose total e completa. Um espaço pequeno, escuro e com divisões em excesso, localizado em San Sebastian, Espanha, transformou-se nesta casa cheia de luz onde pode ser desfrutada uma agradável sensação de espaço e aconchego. Responsável pela mudança, o interiorista Concha Rodriguez, propôs uma mudança radical na distribuição dos espaços, para obter áreas diáfanas onde a luz pudesse circular sem muitos obstáculos.

Atualmente, apenas o banheiro é separado dos outros ambientes, que se comunicam entre si. Para isso, juntou vários quartos antigos em apenas um, que abriga a sala de estar, sala de jantar com cozinha aberta, e quarto. Estas três áreas foram delimitadas com portas e painéis de vidro para fornecer certa dose de privacidade, mas sem diminuir a percepção de profundidade ou a passagem de luz. Esta foi mais uma conquista, capturar e multiplicar a luz que entra através de cinco janelas, um papel fundamental nesta decoração. Nós escolhemos com o maior cuidado os acabamentos e ambas as paredes e os tetos são pintados com verniz de alto brilho, que reflete a luz quase como se fosse um espelho. Além disso, a antiga sala da casa foi convertida em um guarda-roupa prático que ocupa todo um lado da sala. Suas portas são revestidas com espelhos, para realçar a luminosidade e dar a impressão de espaços maiores.

O mobiliário tem influência nórdica, madeiras com linhas quentes, suaves e elegantes, desenhos atemporais, acompanhado de tecidos naturais e em tons neutros. O resultado é aconchegante e confortável, funcional e cheio de sensibilidade.

Para diferenciar as diferentes áreas da casa foram utilizados dois elementos para o chão. Carpete em algodão cinza para o quarto e sala de estar, e piso de madeira em tom claro para o resto da casa. Prateleiras e áreas de armazenamento, criam lacunas entre a abertura das janelas, na parte inferior da mansarda. Vamos ver mais????

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Bangkok Siam Hotel


Fundado em 2012 pelo músico, ator e diretor de criação Krissada Sukoso Clapp, o Bangkok Siam Hotel é uma propriedade de três acres, com vista de frente para o Rio dos Reis. Aninhado entre palácios, templos históricos e museus, o oásis de estilo boutique oferece níveis modernos de luxo, oferecendo simultaneamente aos hóspedes uma visão do passado da Tailândia.

Após a herança da propriedade, em 2005,  Krissada, pensou em construir um hotel para abrigar sua vasta coleção de antiguidades europeias e asiáticas. Para ajudá-lo a atingir esse objetivo, Krissada escolheu o globalmente aclamado arquiteto e designer de interiores e paisagismo Bill Bensley, que juntamente com sua equipe, conseguiu enquadrar coleção de Krissada como uma verdadeira coleção de arte. Atualmente o hotel tem 39 quartos luxuosos, espalhados  entre a propriedade do hotel principal e suas quatro casas de madeira, muito tradicionais. Cada quarto possui o seu próprio projeto original, inspirado pela cultura pop e históricos temas tailandeses. A aparência geral do hotel relembra o maior período de grandeza de Bangkok  (1853-1910), com pitadas de Art Deco por todas as partes. Adicionando um clima de romance, pequenos e encantadores jardins, 11 villas com piscina e vista para uma paisagem maravilhosa. Quando perguntado sobre sua inspiração para o espaço global, o arquiteto líder Khemvadee Paopanlerd nos fala de Paris, “Musée d’Orsay.” Meu trabalho é uma expressão de como eu gostaria que o mundo fosse: sereno, exuberante em beleza natural, mas muito simples. Eu diria que este hotel tem uma exuberância em termos de beleza natural, mas quanto a ser simples ainda falta muito. O que vocês acham?

Som de Raphael Saadiq, It’s A Shame

 

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

A Calça Chino !!!!!!


O que há cinco ou dez anos atrás era conhecida como calça Chino, nada mais é do que uma simples calça de sarja de algodão. Bem mais simples não é? Algumas lojas ainda se referem a elas como Chinos, mas o termo calça de sarja é muito mais simpático e ajuda a desmistificar o termo antigo. Estas calças foram inicialmente concebidas com um propósito militar ( assim como tantos outros itens masculinos ), principalmente para os soldados britânicos e franceses, de meados do século XIX.  Existem várias histórias sobre a origem da calça Chino. A principal, e mais aceita, diz que as calças foram usadas pelo exército americano na Guerra dos Boxers em 1900, na China, por isso, ao entrar na América, recebeu o nome “Chino”. Resistentes e robustas, mas com tecido leve e confortável, ideal para a confecção de calças de combate, demoraram muitos anos para que a cor caqui fosse substituída gradativamente pelas opções coloridas que encontramos hoje em dia.

Para ocasiões mais formais, a calça de sarja deve ser em material mais leve e fino, com uma alfaiataria que se pareça com as suas calças do terno, use-as um pouco mais abaixo do quadril, mas mantendo o comprimento da perna, e afinando em direção ao tornozelo. Elas podem ser dobradas na barra, para um look mais descontraído, mas também podem ser usadas com a barra feita, nunca muito compridas, o bacana é deixar aparecer um pouco do tornozelo, ou até da meia.

Felizmente as opções de cores aumentaram muito, não que a calça caqui esteja ultrapassada, nada disso ( uma calça caqui com camiseta branca, ou camisa jeans é sempre chic ), mas é bom termos outras opções, principalmente para a época de Primavera/Verão. Se você quiser ficar na zona de conforto, marinho, bege e cinza são boas e versáteis opções, temos visto bastante estas cores em passarelas de coleções atuais. Este modelo de calça é uma excelente opção para desfazer a formalidade do blazer, e fica bem também com uma camiseta básica e lenço.

Chinos são muito mais do que apenas uma alternativa para a calça jeans.  Na verdade, acho até que eles são muito mais versáteis do que os seus primos tingidos de índigo e permitem que você misture e combine com uma vasta gama de peças que você já tem no seu guarda-roupa. Uma peça básica e elegante que pode ser usada de uma forma mais formal, ou mais descolada, você e os acessórios decidem. Hoje em dia é bem fácil encontrar as calças Chino nas lojas de departamento, como Renner, C&A, Zara, com preços acessíveis e modelos bacanas, vale a pena dar uma pesquisada. Nas fotos abaixo confiram algumas referências de como usar uma calça Chino com estilo:

Som de Carly Simon, It Was So Easy

Precisa de ajuda? Quer organizar o seu guarda roupa? Duvidas para combinar peças que já tem? Entre em contato pelo blog, ou pelo E-mail nunoalmeida61@gmail.com

La Dolce Vita !!!!


Malin Persson, designer de interiores e ex-modelo, abre as portas da sua casa sueca, que ela divide com o marido italiano Damiano, e seus três filhos. Juntos, eles transformaram o antigo edifício abandonado, e vivem a perfeita Dolce Vita em estilo escandinavo.

Há pouco mais de três anos, Malin e seu marido se apaixonaram por esta antiga casa construída em 1908. Já se passaram dez anos desde que eles se casaram com o turbilhão de emoções que é a vida romana, aqui, nesta cidade eles abriram o Salotto 42, um bar com uma biblioteca no centro da capital (Piazza di Pietra 42, 00186 Roma). Entediado, o casal agora aspira calma e serenidade com seus filhos, Tiago, 9 anos, Milo, 7 anos, e Cleo, 4 anos. Um problema encontrado, a casa estava em ruínas, mas não teve maior importância, eles sabiam que seria este o lar da família. A renovação, em grande escala, durou mais de dois anos. “Nós refizemos quase tudo: tubos, energia elétrica, telhado … A lista é longa. Mantivemos os pequenos detalhes que nos fizeram sucumbir ao seu charme, como escadas, teto e portas. Na verdade, temos mantido as características do passado. Hoje, depois de três anos, temos quase tudo feito, embora em uma casa, há sempre pequenas coisas para fazer. Olhando para trás, eu poderia comparar estes anos de obras a um parto. Rapidamente  esquecemos a dor e somos dominados pela felicidade. ”

O resultado está á altura das expectativas deste casal. A casa é espaçosa. Grandes bibliotecas, sofás confortáveis, mesas e um enorme banco, um convite para compartilhar a companhia de amigos e familiares. Além disso, Malin gosta de receber. “A nossa porta está sempre aberta, muitas vezes as crianças recebem os seus amigos, posso até mesmo facilmente organizar um jantar com os quinze membros da minha família em torno da mesma mesa. Os nossos amigos italianos vêm visitar-nos regularmente. Eu amo a forma como as pessoas se sentem em casa, eles têm o seu próprio espaço. Quando chega o verão, organizamos jantares maravilhosos no jardim, é divino! “A vida aqui é perto do burburinho Romano. Depois da agitação da vida noturna, Malin e Damiano optaram pela qualidade de vida, perto do mar e passam mais tempo com seus filhos. A família circula basicamente de bicicleta.

No interior, a atmosfera é aconchegante, provavelmente através da fusão destes dois países, tão diferentes. Malin admite não seguir nenhuma regra, preferindo a mistura do antigo com o novo, em estilo eclético ( já falamos muito sobre isso aqui no blog). Os restos do passado da casa misturam-se com as antiguidades. “Eu acho que a casa é um lugar muito íntimo, revela uma parte da nossa personalidade. A maioria dos móveis vem da minha família, ou do meu marido, eles contam uma história, a nossa. Eu acho que as casas escandinavas são muito parecidas com as mesmas características, o mesmo mobiliário, são lindas, mas muito impessoais. Leva tempo para construir uma casa com uma história, isso não é feito do dia para a noite, isso é algo que dura toda uma vida. ”

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com

Um Chalé Na Suíça!!!


Este lindo chalé situado em uma estância de esqui de luxo na Suíça, foi totalmente repaginado pela renomada designer de interiores Kelly Hoppen, que transformou o antigo projeto em um espaço elegante e aconchegante, bem ao seu estilo.
Originalmente, eram dois apartamentos que, foram convertidos em um só espaço, com uma área de aproximadamente 300 m².
Além de uma belíssima vista para o lago que o rodeia, o chalé possui uma espaçosa sala de estar e jantar integradas, uma cozinha, quatro suítes, um lavabo, um grande hall de entrada e um terraço ao ar livre.
O luxuoso chalé suíço apresenta paleta neutra em tons de creme, cinza e bege além de papel de parede e pequenos toques em rosa e verde esmeralda, que conferiram à residência tradicional um toque de modernidade.
Kelly utiliza também, uma grande quantidade de materiais naturais, incluindo madeira, mármore e coral, para manter o encanto rústico da moradia.
Além da majestosa paisagem que circunda o chalé seus interiores são glamourosos e atemporais, tornando-o acolhedor e convidativo. Um perfeito refúgio de inverno para seus proprietários.
Destaque para os objetos decorativos de Kelly Hoppen, maravilhosas mesas laterais em acrílico McCollin Bryan, blocos em acrílico e madeira Bleu Nature e abajures da Porta Romana.

Yates_Kelly-Hoppen_Chalet-in-Switzerland-12

Dúvidas, perguntas ou questionamentos sobre decoração? Precisa de um trabalho de consultoria para sua casa? Favor entrar em contato pelo blog, ou E-mail nunoalmeida61@gmail.com