Casa de Férias.


palomba-dining-room

No mundo do design milanês, estrelas de alto nível geralmente trabalham sozinhos. As parcerias entre marido e mulher são ainda mais escassas. Ludovica e Roberto Palomba Serafini são uma das exceções que confirmam a regra. Desde 1994, eles têm participado um incrível número de projetos, desenhando itens para banho, cozinhas, móveis e iluminação para uma quase interminável lista de empresas, e ganhando vários prêmios importantes.

Quando o casal decidiu procurar uma casa de férias, eles buscavam por um lugar longe do mundo agitado de Milão, sua base de trabalho, e começou a caçada para esta casa, a mais de 600 milhas de distância, na parte sudeste da Itália, em Salento, às vezes referido como o salto alto da bota, uma sub-península da Itália em Puglia. “Esta parte da Itália é linda”, explica Palomba, acrescentando que a família sempre passou as férias nesta região”

Encontraram a casa dos sonhos, em um antigo engenho que remonta ao século XVII, em Sogliano Cavour, uma pequena aldeia na província de Lecce. “Foi amor à primeira vista”, diz Serafini. “Nós somos arquitetos, e imediatamente entendemos o potencial do lugar.” O casal percebeu que eles poderiam colocar sua própria marca na casa, mas ainda mantêm o seu espírito cru, conservando os antigos pisos de pedra, paredes e arcos intactos.

Um dos principais desafios enfrentados para fazer o moinho habitável foi a falta de janelas da velha estrutura. O prédio de dois andares se assemelhava a uma fortaleza. Então, os arquitetos esculpiram um número de claraboias e abriu a parte de trás da estrutura para criar um pátio, deixando a luz do dia inundar o espaço.

O piso térreo era em diferentes níveis, com escadas que ligam os espaços, mas este inconveniente não incomodou os designers. “As escadas são um plus e não um elemento que cria dificuldades”, diz Serafini. “A beleza nem sempre é sinônimo de um caminho regular. Mantivemos-los porque eles são feitos de pedra local e estão em perfeita sintonia com o resto da casa. ”

Toda a casa está cheia de design do casal e é um estágio adequado para uma apresentação dramática de seu trabalho. Mobilado não só com seus produtos manufaturados, a casa apresenta peças que haviam feito especialmente para eles, incluindo todos os acessórios, portas e alguns candeeiros de ferro encomendados a artesãos locais.

Móveis que Serafini e Palomba desenharam para Zanotta (loja de moveis de design) dominam a sala de estar. Um sofá com sistema de assento modular, que foi introduzido apenas em 2012, é organizado em várias configurações em todo o espaço. Ninfea e Loto, duas mesas para área interna e externa criadas a partir de um material composto de resinas de poliéster e acrílico, são facilmente transportadas para o pátio ao ar livre ou terraço no andar de cima. Em um canto, o casal colocou um de seus clássicos, a chaise longue Lama. Pisos de pedra em toda a casa são pontuados com tapetes.  Uma tela de aço inoxidável separa a área de trabalho da área de jantar, onde o casal instalou uma mesa que tinha concebido e produzido para uma  empresa de móveis externos.

Embora esta casa seja um pouco longe de Milão (onde o casal trabalha), isso não é um transtorno para eles.”Nós passamos algumas semanas aqui, durante o verão”, diz Serafini. “Mas nós vimos muitas vezes nos fins de semana durante todo o ano. É o nosso retiro. ”

palomba-living-room

 

palomba-courtyard

palomba-living-room1

palomba-living-room-2

palomba-courtyard-1

palomba-master-bedroom

palomba-kitchen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s