Sofisticação Em Uma Casa de Campo


A designer Tobi Tobin reformou a sua casa de campo com espelhos e  uma paleta neutra de cores com destaque para o preto brilhante e  papel de parede. O resultado é um design moderno, com muito brilho.

06-hbx-salon-style-mirror-wall-tobin-0513-xln

Tons de madeira na cor mel adicionam  calor para a paleta de preto e branco na sala de estar. Uma grade de espelhos anima o espaço com múltiplos reflexos. O sofá de linho belga da linha de mobiliário de Tobin combina com a cor da parede,  “para unificar o espaço”, diz ela.

01-hbx-high-gloss-black-kitchen-cabinets-tobin-0513-xln

Um lustre de cristal e armários de cozinha de alto brilho pintados de preto. “Lembrar-me dos apartamentos em Paris e do grandioso estilo francês”, diz Tobin.

02-hbx-photo-frames-above-stove-tobin-0513-xln

“Eu não gosto de cozinhar e olhar para uma parede lisa”, diz Tobin.Então ela acrescentou uma prateleira e criou uma mistura de formas e reflexões interessantes, porem sem  nenhuma cor: “Neutros são a característica desta casa .” As linhas verticais do papel de parede  Ralph Lauren  tornam o teto baixo mais alongado.

03-hbx-bamboo-shades-breakfast-room-tobin-0513-xln

Na sala onde acontece o café da manhã, Tobin colocou um trio de cadeiras vintage, cada uma de uma época e estilo(ficou lindo). Ela usou persianas simples de bambu, pintou as paredes da sala de cinza, e voilá , um toque moderno e sofisticado ao mesmo tempo.

04-hbx-shell-collection-tobin-0513-xln

Uma variedade de conchas acrescenta um elemento natural para a sala do café da manhã.

05-hbx-z-gallerie-abalone-chandelier-tobin-0513-xln

O lustre  na sala de jantar é uma referência de brilho  para a linda mesa de demolição da coleção vintage Tobi Tobin.

07-hbx-white-aged-console-table-tobin-0513-xln

“Eu encontrei a mesa da entrada em um leilão, retirei a sua cor original, um azul medonho e envelheci com tinta branca e uma lixa.” Nas paredes, papel de parede lembrando sisal.

08-hbx-black-victorian-screen-door-tobin-0513-xln

A arquiteta encomendou uma nova porta de tela para adicionar um charme vitoriano.

09-hbx-black-trim-staircase-runner-tobin-0513-xln

Espelhos substituem retratos ancestrais em uma referência irônica ás escadas majestosas de casas de campo inglesas do século 19. “Faz a minha pequena entrada um pouco maior”.

10-hbx-z-gallerie-capiz-shell-chandelier-tobin-0513-xln

O lustre do andar de cima  fornece uma dose de glamour em meio a toques mais simples, tais como tapetes de  sisal com bordas pretas de algodão da passadeira da escada.

11-hbx-gold-leaf-damask-wallpaper-tobin-0513-xln

Um pequeno quarto de dormir e uma varanda  foram unidos para criar um quarto amplo e arejado. Papel de parede adamascado de  Ralph Lauren. “O desenho de folha de ouro é tão bonito e dramático à noite”, diz Tobin. A cama nos passa a sensação de um dossel. Roupa de cama com monograma de Tobin são de sua loja de Los Angeles.

12-hbx-vintage-mirrors-over-bed-tobin-513-xln

Uma combinação de espelhos antigos e estilo vintage cria sua própria geometria. “Desta forma, a luz vem de todos os lados, e não apenas as janelas.”

13-hbx-tobi-tobin-collection-dante-chair-tobin-0513-xln

A cadeira em ferro fundido estofada em couro negro contrasta com a antiga mesa que faz as vezes de escritório.

14-hbx-ralph-lauren-ashfield-floral-wallpaper-tobin-0513-xln

O papel de parede Ralph Lauren ( mais uma vez )  transforma um pequeno quarto em um retiro romântico.

15-hbx-antique-french-twin-beds-tobin-513-xln

Camas de solteiro francesas antigas, aliadas a este papel de parede dão um certo ar de época para este quarto de hóspedes.

16-hbx-brick-outdoor-fireplace-tobin-0513-xln

Tobin renovou completamente a área externa. Ela usou tijolos de um antigo pátio para a lareira e criou um terraço de areia misturada com granito. Um candelabro de velas pode ser levantado e baixado através de uma roldana na árvore. Ele lança um brilho suave sobre a mesa de jantar em madeira de demolição.

17-hbx-gray-and-white-sunbrella-fabrics-tobin-0513-xln

Tecidos em cinza e branco, próprios para áreas externas estão presentes em todo o mobiliário.

18-hbx-world-market-bali-club-chairs-tobin-0513-xln

Eu simplesmente tinha que mostrar esta casa para vocês, adorei cada detalhe, e agora sim até o ano que vem.

Pequena Casa, Grande Família……….


Pois é, o último post deste ano de 2014, agora um breve e merecido intervalo até Janeiro de 2015. Repito aqui o post de muitos meses atrás, um verdadeiro ” vale a pena ver de novo “, tem muita gente que começou a seguir o blog depois e não teve a oportunidade de ver. Para mim, que trabalho com belíssimos móveis de design e escrevo este blog sobre decoração há aproximadamente um ano, não se aplica a famosa frase de que ” em casa de ferreiro, espeto de pau. ” Sejam muito bem-vindos á minha casa e aproveitando desejo a todos um ótimo Natal em família, com muita paz e harmonia, e que 2015 traga para todos nós muita esperança e realizações. Fiquem bem e até breve.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..

Finalmente sai o post sobre a nossa casa e finalmente mais uma pequena reforma que acaba. Eu gostei muito e quero dividir com vocês. A nossa família é numerosa, eu, a minha mulher Ruth e quatro filhas ( Joana, Lucia, Carolina e Manuela ), não posso me esquecer de mais dois seres na família, a Fátima e o Caco nossos dois cachorros e companheiros. É uma família animada, ninguém aqui sofre de tédio.

Há mais ou menos dois anos nos mudamos para este apartamento, um prédio bem antigo com apenas três andares e seis moradores, mas assim que vi as fotos pela imobiliária sabia que seria nosso e que a nossa pequena grande família ficaria muito bem instalada. Até então morávamos em uma casa enorme, com um jardim enorme que dava um trabalho enorme. Para quem tem um pequeno problema de TOC não é fácil organizar (do meu modo exagerado) uma casa deste tamanho. A Ruth tentava explicar que o jardim não precisava ficar tão limpo e tão arrumado como dentro de casa, mas para mim tudo era uma coisa só. Cachorros? os atuais e mais três labradores, sendo um deles (Catarina), quase tão insana quanto eu. As crianças aproveitaram e muito esta antiga casa, liberdade e espaço nunca faltou, tinha até uma casinha em cima da árvore.

Enfim, o tempo passou, elas cresceram, eu cansei de catar folhas a cada minuto e decidimos nos mudar. Vender a casa e comprar um apartamento, de preferência com uma varanda grande onde eu não me sentisse aprisionado. Depois de muita busca na internet a sorte conspirou a nosso favor – e que sorte, um primeiro andar com jardim privado (não podia ser melhor). O único problema era o que fazer com todos os móveis de uma casa enorme, e a solução foi fazer um grande garage sale através do meu facebook.

Posso dizer que foi um sucesso de vendas, sem tempo para lamentações ou tristezas nos desfizemos de objetos e móveis de uma vida toda e escolhemos o que realmente nos agradava e trazia recordações. A mudança foi feita, 30 dias de obras para integrar todos os espaços, apenas os quartos e banheiros são separados, o apartamento é praticamente um loft. Eu, como bom libriano tenho um sentido apurado pela estética e sempre gostei muito de decoração e assuntos relacionados a casa, então tudo se encaixou facilmente e rapidamente. A cabeça não para de funcionar, então depois de muitas dúvidas e prorrogações resolvemos pintar toda a área comum de cinza (isso mesmo, cinza),e não é claro não, já que é para mudar mude totalmente. Eu adorei o resultado, móveis, quadros e objetos aparecem muito mais do que nas antigas paredes brancas. A decoração? não seguimos uma linha, aqui vale a mistura total de estilos que se conversem e demonstrem harmonia.Já tentei ser minimalista e clean…….durou alguns segundos. Sejam todos bem-vindos, a musica já está tocando – Lisa Stansfield –

 

CASA.jpg

CASA1.jpg

CASA2.jpg

CASA3.jpg

casa4.jpg

casa5.jpg

casa6.jpg

casa7.jpg

casa8.jpg

casa9.jpg

casa10.jpg

casa11.jpg

casa12

casa13.jpg

casa14.jpg

casa15.jpg

casa1.jpg

casa2.jpg

casa4.jpg

casa5.jpg

casa7.jpg

casa9.jpg

casa11.jpg

casa14.jpg

casa15.jpg

casa16.jpg

casa18.jpg

casa19.jpg

casa21.jpg

casa23.jpg

casa25.jpg

casa26.jpg

casa28.jpg

casa31.jpg

casa33.jpg

casa2.jpg

casa3.jpg

casa4.jpg

casa6.jpg

casa7.jpg

casa8.jpg

casa9

casa10

 

Então, gostaram? o post foi um pouco longo, mas quis fotografar todos os cantinhos para vocês. As fotos não são profissionais por isso me desculpem pela qualidade.

Até o próximo post, fiquem bem

Woodside – California


O arquiteto Benjamin Dhong foi o responsável pela obra desta  residência, recentemente concluída em Woodside, a frondosa e ultra-privada  cidade do Vale do Silício, ao sul de São Francisco. Seu cliente é um empresário japonês de sucesso, e o casal tem dois filhos. A casa de telhas foi construída na década de 1930, época do auge das residências  na América. É cercada por jardins com rosas brancas e hortênsias.

Dhong_Hirai_LivingRoom-0078-Edit-Edit

“A família queria uma casa que fosse ao mesmo tempo adequada para encontros de negócios importantes, como também que tivesse a cara do casal”, disse Ben, que começou sua empresa de design há 10 anos atrás, depois de trabalhar em estreita colaboração com Martha Angus. “Eu sabia que queria materiais naturais, e que não desse a impressão de ter comprado tudo no mesmo dia. Pensei em trazer as tonalidades do jardim para dentro de casa.Especialmente, eu queria dar a ideia de que as coisas existiam ao longo de décadas, com uma mistura de high-low, ou como Andrée Putman costumava dizer, uma combinação de “riqueza” e “humildade”.

Dhong_Hirai_LivingRoom-0140-Edit

Sala de estar:
O objetivo, na sala de estar foi o de criar um ambiente sereno, usando texturas e luz para defini-lo. Materiais naturais como juta e algodão, são misturados com o dourado.  “Para que grandes salas  tornem-se mais confortáveis eu acredito que todos os cantos devem ser projetados para o uso”, disse Dhong. “Isso torna o espaço mais acolhedor. Foram criados cinco cantos : estar,  lareira, mesa de jogos, canto da chaise, escrivaninha e área de leitura.

Dhong_Hirai_LivingRoom-0035

“Trabalhar com tons neutros requer camadas de texturas, como o papel de parede  aplicado, os tecidos dos estofados são de linho”. Uma grande mesa Saarinen fica perto da bay window.  “Eu gosto de misturar diversos estilos, desde que todos estejam em equilíbrio”, disse Dhong. Espelhos simples de metal  ajudam a manter o olhar sóbrio.

Dhong_Hirai_LivingRoom-0190-Edit

Ben Dhong disse: “Eu amo criar recantos acolhedores. No canto da chaise, uma tela  de nuvens, do artista  Wade Hoefer. Pedimos a Wade para pintar uma tela redonda para dar uma sensação de janela. A pintura faz o equilíbrio com o fragmento de altar nuvem em cima da escrivaninha “.
Dhong_Hirai_LivingRoom-0013-Edit
 2
Dhong_Hirai_Dining-0013-Edit
Sala de jantar:
Verde é a cor favorita de Dhong, em todas as suas tonalidades. A casa fica em aproximadamente um acre de velhos carvalhos, bordôs, madeira de cedro, inúmeras  rosas e hortênsias.”Eu queria que a sala de jantar fosse totalmente romântica”. ” Encontrei este toile verde musgo com cenas pastorais de nobres e camponeses. Misturei o toile tradicional com pinceladas ousadas . Um espelho enorme, um moderno candelabro italiano, uma  mesa de jantar escultural “. O moderno pingente de luz é uma combinação inesperada com o toile. É italiano da década de 1950. Cada lente suspensa capta a luz e à noite parece estar em chamas com um brilho de fogo.
As cadeiras são do século XVIII. Ele forrou o  assento em couro verde desbotado , e o encosto com veludo verde.
Dhong_Hirai_Library-0034-Edit
Biblioteca:
“Você pode viajar no tempo e enlouquecer um pouco.” Ele projetou o pufe verde com arcos mouriscos. É muito arquitetônico e destaca-se nesta sala elegante. “Para que a família pudesse assistir televisão, eu projetei um espelho em estilo trumeau acima da lareira”. “O maior erro que as pessoas fazem com espelhos que” escondem ” aparelhagem é desenha-los da mesma forma que a televisão. Você não está enganando ninguém. ” A sala é escura  e por isso  foram acrescentados  mais espelhos que ladeiam a lareira.
Dhong_Hirai_MasterBed-0074-Edit

Quarto Master:
Este quarto “antes” era um dos quartos menos aconchegantes na casa.

Texturas  variadas dão uma sensação de serenidade e de luxo para o quarto. “Eu sabia que precisávamos de uma cama de dossel para criar um pequeno ninho”, disse ele. “Tivemos a sorte com os locais das vigas. Eles se encaixam exatamente sobre a nossa cama, o que nos permitiu aumentar a altura do dossel em vários metros “. Ele cobriu todas as paredes e teto com um papel de parede de seda.
Dhong_Hirai_MasterBed-0107

 

Dhong_Hirai_Breakfast-0038-Edit

Cozinha:
Cadeiras de vime e a de toras pintadas de branco contrastam com a mesa.  “Eu tenho uma fraqueza para o drama, do tipo bom, claro”, disse Dhong. Os tons de osso com suporte de bronze  proporcionam um acabamento rico que aquece o ambiente. Eu também gosto de um pouco de excentricidade em uma sala. Esta cadeira lateral faux-bois é certamente espirituosa. ”

 

Dhong_Hirai_GuestBed2-0022

Quarto do Filho:
Este quarto é uma leitura moderna para quarto de um menino clássico – com listras e temas náuticos. A luminária é peça favorita do filho, com a sua cúpula em aço inoxidável.

 

Dhong_Hirai_GuestBed1-0038

 
Dhong_Hirai_GuestBed1-0064

Quarto da filha:
“Eu chamo isso de” passar o verão na casa da avó “, disse Dhong.”Este quarto respira aconchego e tranquilidade.

“Todo mundo se esquece do teto ao selecionar papel de parede”. “Este quarto foi um grande desafio para a colocação de cama, então eu escolhi um par de cabeceiras com abas exageradas – o propósito é dar a cada pessoa a sua própria privacidade.

 

Dhong_Hirai_GuestBed3-0031

 

Dhong_Hirai_GuestBed3-0062

Quarto de hóspedes:
O quarto é cercado  pelo jardim. Para o designer, foi um desafio pois o único lugar para colocar a cama era junto à bay window. “Eu projetei uma cama  trenó para dar a impressão de um ninho aconchegante”, disse Dhong. Ele fez um revestimento de parede com um tecido bordado com ramos.

 

Dhong_Hirai_PoolHouse-0042
Dhong_Hirai_PoolHouse-0071

Casa da piscina:
Hoje a casa da piscina não se parece em nada como era anteriormente. As paredes brancas e lisas foram revestidas de papel de parede imitando madeira. Ele dá caráter imediato. “Nós adicionamos o drama com este armário de madeira gigante”, disse Dhong. “Os convidados entram e perdem o fôlego.

Luxo Contemporâneo Em Preto.


ORC_lowres-1

Há tempos postei no blog uma casa com decoração clássica e paredes pretas, mostrando que o inusitado, as paredes pretas podem ficar muito sofisticadas. Pois bem, para quem não se convenceu, reforço a ideia, desta vez  um quarto, mas com um toque mais contemporâneo, bem equilibrado com detalhes bem clássicos. O preto nas paredes, vocês nem vão reparar tanto nelas!!!!

Projeto:  Projeto interior da suíte master , em uma casa de Crestwood, MO.

Inspiração: estudo masculino com toques de glamour feminino, princípios tradicionais de design justapostos com elementos modernos, paleta de cores neutra.

O Cliente:  Uma mulher de negócios elegante e sofisticada que tem um apreço pela arte, viagens e moda.

ORC_lowres-5

 

Metais dourados dão um toque de luxo mas para não ficar exagerado, as peças tem linhas simples, sem muitos enfeites, com uma estética mais clean, equilibrando com outros detalhes bem pomposos, como a lareira (de mármore) e as molduras nas paredes.

ORC_lowres-22

 

ORC_lowres-12

Mini cômoda de rádica (linda) com flores brancas, abajur dourado e uma bela fotografia emoldurada. Aliás, fotos assim são uma ótima alternativa para quadros: modernizam no ato qualquer ambiente! E valem também fotos de paisagens, praias , cidades……..

 

Sappington+Villa+4
quarto-preto-classico3

 

ORC_lowres-37

 

ORC_lowres-34

O sofá, bem robusto e clássico (couro marrom + chesterfield) é emoldurado pelas estantes bem decoradas. Destaque para o cachorro, galgo objeto de decoração bem em alta atualmente.

ORC_lowres-29

ORC_lowres-38

ORC_lowres-41

ORC_lowres-43

A escrivaninha é um aparador em couro (de avestruz) arrematado com tachas: combinação com muito estilo e sofisticação. A fotografia quebra a formalidade do espaço.

ORC_lowres-45

ORC_lowres-48

ORC_lowres-49

ORC_lowres-56

 

Independente da cor das paredes, é uma decoração em que vale se inspirar!!!!!!

 

Em Seattle………


item0.rendition.slideshowVertical.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-01-wm

A uns 200 quilômetros a nordeste de Seattle, na cordilheira Cascade,  um vale inteiro de gramíneas e artemísias, picos nevados refletidos em lagos cristalinos e rios repletos de trutas. É o oeste americano em toda a sua majestade.

Esta paisagem deslumbrante inspirou Shane Atchison, e sua esposa, Tasha, na construção de um verdadeiro refúgio. O casal estava procurando um lugar onde eles e seu filho e filha, Keegan e Frances, pudessem aproveitar a maior parte do verão, bem como fins de semana prolongados de inverno.

“Inicialmente, queria uma casa ski-resort, mas a área de Seattle tem opções limitadas”, diz Shane.”Em seguida, houve uma propriedade no Canadá nós gostamos, mas que não deu certo. Então, finalmente, decidimos pelo  vale: Nós tínhamos 100 % de certeza de que não havia nada melhor “.

Para projetar uma residência sobre os 20 hectares que adquiriram, os Atchisons chamaram Tom Kundig  da empresa Olson Kundig Architects , uma alma gêmea que, assim como este casal foi criado em Washington. “Uma coisa que eu achei extremamente importante”, lembra Shane “, foi a adequação cultural entre Tom e sua empresa.

item1.rendition.slideshowHorizontal.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-02-exterior-wm

item2.rendition.slideshowHorizontal.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-04-living-wm

 

Além desta boa e simpática relação, a convicção do trio, de acordo com Kundig, ” de que nós todos gostamos de áreas externas .” Situada em uma colina cerca de 2.400 metros acima do nível do mar, a casa se envolve com o terreno em cada piso. É composto por três pavilhões  geométricos de aço, madeira de celeiro, e vidro. Ancorando o composto há um pátio centrado por uma pedra irregular. A rocha, presente há milênios atrás ,fornece um ponto de apoio para as estruturas. Além disso, Tasha diz, o piso irregular fornece uma vista maravilhosa para os hóspedes e suas câmeras: “É praticamente um ritual.”

 

item3.rendition.slideshowHorizontal.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-06-wm-kitchen

 

A maioria dos interiores são abertos para o pátio, um efeito que Kundig compara a sentar-se ao redor de uma fogueira no campo. Além disso, uma parede da sala de mídia com uma televisão montada sobre ela oscila  90 graus em direção ao  pátio para visualização externa, enquanto as paredes superiores do bar adjacente podem ser levantadas com pistões hidráulicos para quando as bebidas servidas ao ar livre estiverem prontas.”Tom é tão conhecido no que se refere a paredes móveis que eu temia ter uma casa gadget de movimento”. “Originalmente, queríamos apenas  conduzir o caminhão para o pátio e assistir a um filme projetado em uma parede. Mas a sensação  criada por Tom é ainda melhor. ”

 

item4.rendition.slideshowVertical.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-10-bunk-wm

O pavilhão principal, deslumbrante,  contém estar,  jantar e área de cozinha, é envolto por janelas deslizantes que permitem a entrada abundante de ar fresco, enquanto a  lareira e piso de concreto aquecido mantem os espaços aconchegantes e quentes, quando as temperaturas caem. A decoração também concebida por Kundig é convidativa e em sintonia com o cenário, a  mesa de jantar de madeira recuperada, com uma base de aço e poltronas da sala estofadas com cobertores tartan reciclados.

 

item5.rendition.slideshowVertical.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-11-wm

item6.rendition.slideshowHorizontal.olson-kundig-architects-achison-cascade-mountain-home-07-pool-wm

 

Natal em Família !!


Sem título

Nos primeiros dias de dezembro, o inverno já se faz notar em Castela-Espanha. As árvores perdem todas as folhas que cobrem o jardim e a luz dourada do outono dá lugar a  radiantes manhãs geladas e límpidas.

“Em casa, a lareira é o ponto de encontro da família,comenta Jorge e em torno dela segue a vida nos meses de inverno, que podem ser muito rigorosos.” Este simbolismo, carregado de magia é um convite à meditação que está associada ao fogo ao invés de conforto que está presente em toda esta casa.

“Gostamos de transformar a casa diz  Marta e as crianças adoram esta época em que podem nos ajudar na arrumação das festas. Escolhemos espaços e lugares que no verão e primavera nos passam despercebidos e enchemos de enfeites de Natal “.

Corações de tamanhos diferentes em móveis de cozinha, coroas de folhas de abeto em quartos, cestas com pinhas na varanda e, acima de tudo, a árvore: O abeto gigante fica na sala de estar, cuja presença majestosa é vista de diferentes ângulos do piso térreo. “As crianças passam horas ajudando a decorar a árvore e colocam os presentes em volta dela conta Marta. Com cinco grandes janelas, a sala de estar é inundada de luz natural e temos uma vista deslumbrante sobre o jardim e a varanda: “Nestas festas natalinas,  também decoramos a parte externa para  que tudo tenha o mesmo espírito e consistência”. Embora o Natal seja festejado por toda a casa , no andar de baixo, sobretudo na sala de estar, é que se comemoram as noites de 24 e 31 de Dezembro: “Somos uma pequena família mas estas duas refeições  são tradicionalmente comemoradas neste ambiente.”

Este é o terceiro  Natal passado nesta casa que compraram e foram modificando durante vários anos para que ficasse exatamente como planejado.” Tão bem pensado que  em todo esse tempo só se trocou um  tapete da sala e a mesa de jantar que recebeu uma pátina nova.

Apesar de terem alguns feriados nesta época, Martha e George nunca foram tentados a ter um Natal exótico: “Viver a casa com a família é o que nós valorizamos nestes dias. Com a presença das crianças, a cozinha fica cheia e você tem mais vida do que nunca na casa. O café da manhã é prolongado e embora não sejam grandes entendedores de culinária, sempre há bolo ou biscoitos para eventuais convidados. ” Natal compartilhada com amigos é duas vezes mais intenso e mais divertido! ”

Michael Bublé nos dá o clima Natalino

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

 

Natal em Verde e Vermelho


Edited-Christmas-Home-Tour (1)

É Natal! Acreditem, faltam apenas 24 dias para o Natal. Isso me deixa animado, e um pouco triste,  porque eu amo esta época do ano e quero que dure um pouco mais! Este ano passou muito rápido, e vou aproveitar ao máximo estes próximos 24 dias. Para mim Natal tem que ter vermelho, verde e dourado, velas também são fundamentais. Não gosto de casa repleta de enfeites e agora que as crianças já não são tão crianças a nossa árvore diminuiu bastante de tamanho, mas continua lá, como o grande símbolo de Natal. Aqui em casa, apenas toques de Natal que enfeitam sem dar a impressão de que estamos em uma loja, para mim a máxima de ” menos é mais ” também é aplicada nesta época do ano, porém adoro ver matérias sobre casas decoradas, e aí vale tudo. Como já disse em algum post que não me lembro mais as casas postadas nem sempre são do meu gosto, mas sempre tem algum detalhe, algum canto que me serve de inspiração e que me faz mudar radicalmente as coisas de lugar, mas chega de conversa e vamos entrar nesta casa adorável e decorada na maneira mais tradicional, como deve ser, aqui, nada de árvores de ponta cabeça como já vi muitas, e nem cores carnavalescas.

Christmas-Home-Tour-22

Christmas-Home-Tour-21

Christmas-Home-Tour-1

Christmas-Home-Tour-2

Christmas-Home-Tour-9

Christmas-Home-Tour-11

Christmas-Home-Tour-15

Christmas-Home-Tour-24

Christmas-Home-Tour-25

Christmas-Home-Tour-13

Christmas-Home-Tour-61

Christmas-Home-Tour-71

Christmas-Home-Tour-16

Christmas-Home-Tour-101

Christmas-Home-Tour-19

Christmas-Home-Tour-20