Estilo Escandinavo


Se você procura um estilo básico, minimalista e moderno para decorar a sua casa, a melhor opção é o estilo escandinavo, onde o conceito é salpicar cores em um ambiente branco. Abusando da criatividade,  compor um ambiente aconchegante, simples e agradável. Mas caso o excesso de branco incomode , a dica é apostar em almofadas estampadas, livros ou acessórios coloridos que tragam tranquilidade e não deixem o ambiente tão sóbrio.

A Escandinávia é uma região do norte da Europa que abrange a Noruega, Suécia, Finlândia e Dinamarca. O Estilo Escandinavo surgiu no inicio do século XX e adquiriu as características dos artesanatos regionais e paisagens destas regiões. Carlo Larsson é o desenhista que influenciou o estilo escandinavo de interiores, combinando cores neutras e elementos levemente envelhecidos.  O estilo combina o tradicional com o moderno.

Para compor um ambiente utilizando o estilo escandinavo, você pode utilizar elementos que indiquem que você acabou de se mudar, deixe as lâmpadas penduradas por um fio e quadros encostados no chão. Também fazem parte da composição, utilizar o contraste de móveis modernos de linhas retas e design simples com detalhes clássicos e vintage. Explore várias luminárias no mesmo ambiente ou peças grandes e chamativas em preto.

A simplicidade ajuda na decoração do ambiente, nesse estilo os elementos mais indicados são cerâmicas e vidros.  As cores no decor escandinavo devem ser neutras, para criar um ambiente leve, agradável, tranquilo e calmo. Procure optar por branco e cores neutras, como cinza e nude, elas são predominantes nesse estilo de decorar. Combine simplicidade e personalidade para criar um ambiente aconchegante e digno de capa de revista.

Para quebrar a frieza do branco, a dica é utilizar materiais naturais, como madeira, lã, linho e pedras. Observe nas imagens que pequenos detalhes fazem a diferença, como um tímido vaso de plantas ou os objetos discretamente esquecidos no chão, criando a impressão de um ambiente despojado e alegre, embora o excesso de cores neutras. Trata-se de um estilo que imprime características mais próximas das pessoas e seu estilo de viver a vida.

Como fundo musical deste post uma música de Simon and Garfunkel que eu adoro – The Only Living Boy In New York


4349532_original

4349179_original

4349213_original

4347790_original

4348035_original

4348194_original

4348545_original

4348780_original

4349727_original

4350170_original

4350306_original

 

Cozinha Parisiense


 Cozinha em estilo parisiense, com um toque

industrial

O cobre, estrela principal desta cozinha dá um look urbano aliado ao irresistível sabor do campo.

cocinas-1879140w620

Azulejos e armários brancos. Em baixo da mesa de madeira rústica , um cesto de vime guarda as verduras e um vaso de cobre acomoda objetos e utensílios sempre á mão.

 

cocinas-1879146w620

Na área da cozinha, piso de granito em mosaicos pretos e brancos, no restante do piso madeira clara. No detalhe, os pés da mesa em madeira, bem torneados e o tampo em mármore de Carrara.

Esta cozinha anteriormente era muito pequena e com péssima distribuição . O arquiteto Fernando Russi fez esta reforma e transformou o espaço de acordo com as preferências dos jovens moradores, cosmopolitas e amantes da boa comida.

cocinas-1879143w620

Todos os armários são laqueados de branco com um tratamento e proteção que os torna tão resistentes quanto o alumínio ou a madeira. Todos os objetos de cobre foram comprados em NY pelos proprietários.

 

cocinas-1879144w620

Perto da janela, uma máquina de café e xícaras em uma bandeja de osso convidam a um bate papo. As prateleiras são de madeira e sustentadas por lindas mãos francesas de ferro forjado.

 

cocinas-1879145w620

Puxadores de cobre e pão caseiro sobre a mesa de apoio. Nem parece um apartamento. Aqui estamos no campo.

 

cocinas-1879141w620

O casal definiu dois lugares que dessem estilo a esta cozinha. O Chelsea Market e o também famoso bistrô Pastis no Meatpacking District Industrial no oeste de Manhattan.

 

cocinas-1879139w620

Neste ambiente integrado, dois setores: de um lado a bancada de granito negro e do outro lado o calor e aconchego da madeira presente em todo o piso, não pode ser mais perfeito.

A Casa do Pátio


A fachada externa deste projeto, de uma residência no Brasil, contrasta com a abertura total dos ambientes internos que dão para um pátio central, referência ao nome desta casa, um projeto de Leo Romano. O projeto total de A Casa do Pátio e seus interiores representam um dos cânones da arquitetura moderna brasileira.

Um olhar para o passado, revela as linhas simples e retas usadas por Romano que dá preferência para a entrada de luz e desfrute da paisagem. Uma das vantagens  é a transparência. A fachada externa é uma clara homenagem á arquitetura e Brasília.

Como materiais de construção foram usados : Concreto pintado nas paredes externas, piso de pedra calcária para todas as salas, paredes pintadas de  off-white , janelas grandes fazendo as vezes de  paredes verticais e portas de correr de madeira. Persianas  filtram a luz e adicionam privacidade para os quartos , Leo Romano queria espaços livres e uma luminosidade presente em todos os cantos.

A partir do hall, a casa foi dividida em dois volumes paralelos e distintos: à direita a parte mais privada, onde uma área de estar leva aos quartos, perfeitamente alinhados com a fachada . À esquerda a área social dá para a sala de jantar, duas áreas de lazer e cozinha com dupla função, projetada para ser aberta ou fechada à vontade, de acordo com as necessidades do momento.

Assim, foi criado um jogo em que interior e exterior se confundem. Como mobiliário, grandes peças desenhadas por mestres brasileiros-ou Sergio Rodrigues, Bernardo Figueiredo, combinados com outros jovens talentos,como Jader Almeida.

detalles-arquitectonicos_ampliacion

DETALHES ARQUITETÔNICOS: Ao lado da entrada principal, uma parede trabalhada e chamada de Brasilia  mantém a intimidade do interior, proporcionando transparência e senso de dinamismo à fachada. Acima desse bloco, um conjunto de palmeiras fornece volume para o telhado plano.

 

junto-a-la-piscina_ampliacion

PISCINA :Localizado à beira da piscina no pátio central,   foi projetada em formato de ziguezague. Uma das paredes interiores exibe um refrescante jardim vertical. O pátio inclui uma cadeira amarela , com estrado, e um sofá . As duas poltronas são de fibra.

 

comida-en-el-porche_ampliacion

COMENDO NA VARANDA: Cadeiras coloridas design de Robby & Francesca Cantarutti

 

zona-de-paso_ampliacion

ÁREA DE PASSAGEM: Um desnível, ideia Leo Romano separa a sala de estar do salão, localizado em um nível superior. No fundo, armários sob medida. Em primeiro plano, uma belíssima mesa serve de aparador e suporte para o encosto do sofá. As cadeiras Duda são Aristeu Pires .

 

diafano_ampliacion

Panorâmica da sala de antar onde o piso ( como em toda a casa) é de pera calcária. Esta pedra também reveste a parede frontal, que se estende formando um armário fechado com frente de vidro iluminado. O ambiente é separado do jardim por portas de vidro que deslizam sobre os trilhos aparentes.

 

comedor-abierto_ampliacion

SALA DE JANTAR: Localizada ao lado da sala de estar , ligada à cozinha através de uma porta de correr. Ao redor da mesa Dinn , design de  Jader Almeida –  com exclusividade em Curitiba na loja Momentum&Design, cadeiras Cantu, de Sergio Rodrigues. O banco-a criação de Bernardo Figueiredo, define a área de estar. A pintura é a obra de Antonio Poteiro.

 

dos-cocinas-en-una_ampliacion

DUAS COZINHAS : Projetada para ser desfrutada de dentro ou de frente para o pátio , abre e fecha conforme a necessidade ou estação do ano,através de painéis de vidro que correm sobre a bancada de Silestone e se escondem dentro da parede.

 

zona-de-cocinar_ampliacion

COZINHA : As cadeiras  Duda , criadas por Aristeu Pires  imprimem brasilidade a este espaço elegante.

 

en-sintonia-cromatica_ampliacion

EM SINTONIA CROMÁTICA: No quarto principal, o bege e marrom são repetidos no resto da casa. O piso de pedra calcária foi protegido com um tapete , que contrasta com a cadeira comback , design Patricia Urquiola .

 

dormitorio-muy-luminoso_ampliacion

Aproveitamento da luz natural através de janelas que se comunicam com o pátio central e piscina. Uma persiana  desliza sobre trilhos no chão  garantem proteção solar e um pouco de privacidade. Ao fundo, vista para a piscina e chuveiro exterior , em forma de U invertido. O mobiliário se destaca pelas formas austeras.

 

Fast Post – Ambientes


decor_do_dia_2014_06_14

Para construir uma decoração sóbria não é necessário abrir mão de tudo aquilo que faz os olhos brilharem em um ambiente. No caso da sala de estar , o segredo para dar alma ao espaço e, mesmo assim, alcançar um resultado clássico, está na texturas escolhidas para o ambiente. A arquiteta escolheu materiais elegantes que remetem ao hipismo, como camurça, couros e tachas e mesclou com móveis de metal, vidro e madeira. Os tons neutros e terrosos escolhidos para o ambiente ganham requinte ao serem confrontados com o roxo escuro do sofá, com o brilho do lustre de pedras e com as peças de arte contemporânea na parede.

 

decor_do_dia_2014_06_15

Ao lançar mão de revestimentos brancos com brilho vítreo, o espaço acima alcançou uma ambientação perfeitamente clean. Nas paredes, o tom de cinza lembra o marrom e deu modernidade, ao mesmo tempo que tornou o ambiente aconchegante. Mas, se não fosse por um elemento especial, a sala de jantar poderia passar despercebida. O ponto de virada fica por conta da mesa e do jogo de cadeiras de estética rústica eleitos para serem as peças centrais do cômodo. Inusitados para o espaço, os móveis confrontam de forma interessante a leveza do branco, mas criam um jogo harmônico graças ao link feito com a cor da parede. Para completar, objetos decorativos seguem a mesma estética bruta sobre o aparador e sobre a mesa.

 

decor_do_dia_2014_06_16

Formas estilizadas e geométricas transformaram o estilo art déco em sinônimo de elegância e modernidade. Foi com inspiração nesse movimento que foi criada esta sala de jantar. As linhas retas podem ser vistas nos móveis com acabamento de laca, no grande espelho entre os aparadores e na boiserie – molduras em relevo usadas nas paredes. O toque contemporâneo fica por conta dos detalhes. Os grafismos em preto e branco que cobrem os seis pratos redondos na parede e o fio vermelho que sustenta os pendentes metálicos trazem o espaço imediatamente para os dias de hoje.

Estocolmo


Um oásis moderno e tranquilo, situado no meio da cidade de Estocolmo, na Suécia esta cobertura de turn-of-the-century deslumbrante, espalhada por dois andares. O apartamento foi projetado e renovado com uma atmosfera internacional  e características étnicas e artesanais, pelos arquitetosBjörn e Marianne Aaro para  Filippa Knutsson. Com  340 metros quadrados de área útil, a casa é cheia de caráter e muita classe arquitetônica. A escada posicionada na área central faz a ligação de espaços fabulosos da casa. A espaçosa cozinha totalmente equipada possui armários escondidos e móveis embutidos, incluindo um sofá de linho grosso e mesa de jantar de design personalizado  (como uma alta costura). As áreas de lazer são  generosas, como a grande sala de jantar, e a área de estar com uma lareira impressionante.

O piso claro faz um belo contraste com o teto original mais escuro. A biblioteca, escritório possui uma arquitetura bastante urbana.O quarto principal tem armários embutidos e um banheiro. A parte de cima da casa tem um quê de ático rustico,e foi intencionalmente preservado, com piso rústico de tijolo, e teto em madeira original. A sala central tem um sofá convidativo e uma grande mesa para jantares íntimos. Os dois terraços dão para o pátio interior, dando amplitude á casa . Há também neste andar, mais três suítes para convidados. Como fundo musical ( que eu adoro ) Raphael Saadiq – 100 Yard Dash

Stockholm-Apartment-01-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-02-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-03-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-04-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-05-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-06-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-07-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-08-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-09-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-10-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-11-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-12-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-13-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-14-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-15-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-16-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-17-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-18-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-19-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-20-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-21-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-22-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-23-1-Kindesign

Stockholm-Apartment-24-1-Kindesign

 

 

 

 

Simplicidade ao Ar Livre


casa (1)

casa no interior paulista | projeto: gui paoliello

Espaços generosos. Natureza no entorno. Silêncio. Recolhimento. Uma sensação de estar fora da cidade, num ambiente não urbano. Um local para se despir de certas proteções e rotinas da cidade. Espaço de convívio. O conforto se dá pelo despojamento, contato com o exterior e generosidade dos espaços.

O estilo de vida
Simplicidade, vida ao ar livre, animais, hipismo. Uma casa para usar, e não para exibir.

O conceito
Na casa principal, um espaço de convívio central divide duas alas. De um lado, um corpo abriga um apartamento para o casal; de outro, um corpo maior, em volta de um grande pátio enclausurado, abriga os dormitórios da família, hóspedes e serviços. Alguns corpos, com telhados independentes, se juntam em um ângulo para se acomodar à topografia do terreno – a casa é térrea. Em outro bloco: cocheiras, piquetes para os cavalos, pista de treinamento, depósitos e alojamentos.

O entorno
Isolamento total.

As referências
Arquitetura brasileira tradicional, uma casa com uma conotação rural, um pátio interno, como um claustro; uma cozinha de fazenda.

casa-(6)

casa-(7)

casa-(8)

casa-(4)

casa-(10)

casa-(21)

casa-(9)

casa-(16)

casa-(1)

casa-(13)

IMG_5948

casa-(22)

Rustico e Aconchegante


O designer Markham Roberts decorou esta casa no noroeste do Pacifico, levando em conta os arredoras exuberantes. ” Quando se tem uma vista incrível para todos os lugares em que se olha, você quer trabalhar com a natureza e não competir com ela ”

Para esta visita, o som de Sting – Ne me quitte pas

 

01-hbx-midcentury-leather-slung-chair-roberts-0614-lgn

Designer baseado em Nova York, Markham Roberts agrupou móveis de madeira em tons quentes e tecidos naturais para reforçar o tom acolhedor dentro da sala de estar panorâmica. Sofás em veludo nas duas áreas de estar, sobre o tapete marroquino. Uma cadeira  em couro de meados do século faz uma parceria perfeita com uma mesa rústica  de café  e um banquinho de bambu  Franco Albini. Cadeiras dobráveis ​​gêmeas Hans Wegner e almofadas  feitos de alforjes antigos.

 

02-hbx-galvanized-steel-light-fixtures-roberts-0614-lgn

Nas noites frescas,  alimentar a lareira é uma obrigação, mesmo no verão. Na altura da viga, de aço galvanizado, luminárias com recortes, projetadas pelo arquiteto original James Cutler, lançam um brilho suave sobre a madeira. Na mesa de canto uma luminária em forma de garrafa,  entre as cadeiras, um antigo tambor africano.

 

03-hbx-madrona-tree-trunk-columns-roberts-0614-lgn

Enormes troncos de árvores trazem a floresta de fora para dentro da cozinha. Os armários de madeira dão o tom de aconchego. Uma nova e maior versão da iluminação  da sala de estar estão acima do balcão principal, que tem tampo em granito.

 

04-hbx-caned-wood-dining-chairs-roberts-0614-de-large_new

O plano aberto do piso térreo incentiva e amplia a circulação e comunicação dos espaços. A mesa branca Saarinem em laca é  o foco da área de jantar. Aqui,  em vez cadeiras Saarinen Tulip, os proprietários trouxeram cadeiras de madeira de inspiração neoclássica. Um colar Africano e lâmpadas a óleo, indianas completam a decoração do aparador.

 

05-hbx-antique-textile-coverlet-roberts-0614-de-large_new

Para dar um ar de reclusão e calma – “, quase tudo no quarto principal é abafado”, explica Roberts. Ele pendurou um antigo alforje persa ,  acima da cabeceira em camurça . Um tecido antigo de Jordan faz as vezes de colcha.

 

06-hbx-ikat-window-seat-roberts-0614-de-large_new

Almofadas repousam sobre um  assento na janela . O telescópio oferece um olhar mais atento á passagem de navios.

 

07-hbx-barn-doors-poolhouse-roberts-0614-lgn

Uma garagem e um estúdio, foram acrescentados, criando um pátio para a piscina. Portas do celeiro se abrem para o pátio do poolhouse.

 

08-hbx-teak-patio-furniture-roberts-0614-lgn

Mobiliário externo ao lado da piscina com almofadas e travesseiros estampados com motivos florais.

 

09-hbx-custom-batik-folding-screens-roberts-0614-lgn

Roberts, borrifa o interior da poolhouse com os azuis que refletem as tonalidades da água.Pensando em roupas de banho molhadas, ele usou apenas tecidos impermeáveis de área externa.  Os dois painéis na parede, criam um pano de fundo para a cadeira de vime e uma poltrona de madeira . A mesa antiga de café  é centralizada no tapete Pottery Barn .

 

10-hbx-footbridge-roberts-0614-lgn

Os visitantes atravessam uma passarela sobre um pequeno barranco que dá para a entrada, tendo o primeiro vislumbre do mar.

 

11-hbx-strait-of-juan-de-fuca-roberts-0614-lgn

A casa tem vista para o Estreito de Juan de Fuca, a noroeste de Seattle,  uma borda exuberante na Península Olímpica. O respeito pela beleza natural e equilíbrio ecológico é a marca do arquiteto James Cutler, que projetou a casa.